Não sei falar o idioma local!!!E agora??

Bom, vamos por partes. Como eu sempre digo, tudo depende. Depende do propósito de sua viagem. E, para onde você está indo, também, é claro.

Vamos começar falando do Japão.

Se você vem ao Japão como turista e só vai ficar alguns míseros dias, não precisa ser um expert em língua japonesa, mas, aprender algumas palavrinhas e expressões básicas é aconselhável, pois lamento te informar, mas a maioria dos japoneses não fala inglês. Eles estudam desde o primário, tem aulas com professores nativos, mas não aprendem. Isso aliás, é um outro problema aqui que o governo tá tentando solucionar de várias formas. Mas, isso aí já é assunto para um outro post.

Voltando ao assunto…Não, os japoneses,em sua maioria, não sabem falar inglês. Em Tóquio talvez você encontre algumas pessoas que falem. Nos pontos turísticos, com certeza vai ter alguém lá para te dar uma maozinha. Mas, se você sair do roteiro Tóquio-  Quioto, aí a coisa já vai mudando de figura. Por isso, é aconselhável que você venha munido com um livrinho de bolso para poder usar na hora que o bicho pegar.

E aqueles ideogramas todos??Eu não sei ler!E agora?

Bem, não precisa saber ler, porque nas estações, pontos turísticos e todos os locais que você for passar vai ter escrito em inglês embaixo. E, nos trens e metrôs nós também temos anúncios em inglês. E, se você quiser dar um pulinho até Nagoya e pegar o metrô lá, vai ver que eles tem anúncio em japonês, inglês e ….português!!!Sim!Devida a enorme presença brasileira na região, eles já providenciaram anúncios e placas em português!

Agora, só um detalhe importante: Se tem uma coisa difícil de entender é um japonês falando inglês. Ou tentando falar. Raríssimos são os japoneses que conseguem pronunciar corretamente ou num som aproximado ao original. Você vai ouvir coisas do tipo: erebeeta (elevator), esukareetaa (escalator) , shoppu (shop) , depaato (department store), basu (bus), biiru (beer) entre outras palavrinhas. Sugiro que você tente falar o seu inglês com um sotaque japa. Não é difícil. É só imaginar como um japonês falaria e…imitar!Pronto!Assim ele vai te entender!!Vamos treinar com este vídeo

Agora….se você vem ao Japão para trabalhar, seja em empresa ou fábrica, não deixe de ler o próximo post.

Um abraço e…boa viagem!

Lojinha de 1,99 em Shanghai

Essa aqui eu não podia deixar de fotografar. A imagem dos chineses aí no Brasil está sempre associada às  pastelarias e lojinhas de 1,99. Quando me deparei com esta lojinha de 10 yuan (cerca de 3 reais) lá em Shanghai, não resisti  e tive que tirar uma fotinho.

Amo muito tudo isso!

Tô indo pro Japão. E agora? Como eu devo me vestir? – Parte 2


Como comentei no post anterior, há uma grande diferença se você está indo a turismo ou para trabalhar com os japoneses.

O Japão até que é bem liberal em relação a roupa. Basta dar uma olhada no jeito que os jovens se vestem lá em Harajuku. Mas, lembre-se: Existe Tóquio  e existe o resto do Japão. Se você esta vindo para trabalhar com japoneses, é bom que seja bem discreta nas roupas. Aqui, se você observar bem, dificilmente verá mulheres acima de 30 anos vestindo roupas coloridas, principalmente para trabalhar. As casadas, então! A maioria usa roupas brancas, beges, marrom, azul e preto. Sim. Suuuper sem graça. Mas, claro que há exceções. E, você não precisa deixar de usar suas roupas coloridas por causa disso. Eu amo roupas coloridas, aliás e meu armário é cheio delas. Mas, tem que saber quando e onde deve usá-las.

 

Típicas senhoras casadas japonesas

A cor não é tanto o problema. Mas, algo a se evitar são os decotes. Sim…aqui não se usa decote. E, se elas usam, também, nem dá para perceber, já que a maioria não é dotada de seios fartos. Tem certos decotes que no Brasil não são considerados decote, mas aqui, eles seriam e você atrairia todos os olhares para os seus seios. E, lembre-se: seios estão para os homens japoneses assim como a bunda está para os brasileiros. Portanto, nada de decotes, viu?

Esse decote aqui não seria tão chamativo no Brasil. Mas aqui…

Outra coisa que se deve evitar em ambiente de trabalho japonês: Andar com blusas sem manga. Geralmente a mulherada aqui usa um casaquinho, por mais leve que seja, mas usa, para cobrir os braços.

Roupa perfeita para ir trabalhar junto com os japas.

Eu posso dizer que levei um choque quando entrei numa repartição do governo aqui pela primeira vez e vi o jeito que o pessoal se veste. Eu tinha trazido vários conjuntos de terninho e calça para vestir aqui, achando que a mulherada se vestia bem social, que nem no Brasil, mas..qual não foi a minha surpresa quando eu vi aquela mulherada toda meio desarrumada, sem maquilagem e andando de chinelo!!!!Cadê o salto alto???

Pois é…um colega de trabalho ainda me disse: “Se a mulher vem trabalhar de salto dá a impressão de que ela não quer trabalhar. ”

Eu pensei: “Pô, elas não fazem quase nada!Ficam quase o dia todo sentadas, que nem eu!Como assim??? ” Mas, resolvi ficar calada. Tem coisa que é melhor a gente ouvir por um ouvido e deixar sair pelo outro.

Em todo caso, se você está indo trabalhar num ambiente de trabalho exclusivamente japonês, o melhor é manter a discrição. Bom, acho que é isso. Vale lembrar, também, que tudo isso pode melhorar ou piorar dependendo da região do país paraonde você vá. Então….boa sorte!!

Asian pop – Beyond

Não seria exagero dizer que o Beyond, banda de Hong Kong, é a melhor banda que já surgiu na Ásia. As letras, melodias, a mensagem política….eles realmente transformaram uma geração. Infelizmente, o autor da maioria das letras e vocalista da banda. Wong Ka Kui partiu desse mundo bastante jovem ainda, deixando uma legião de fãs carentes. Mas, a banda nunca será esquecida e, suas mensagens de 1988, 1989 são extremamente atuais. Apesar de não entender cantonês, só de ouvir as músicas você percebe a força e o sentimento que está embutido na voz de Wong Ka Kui. Inesquecível.

Com vocês, dois grandes hits: (com legendas em inglês)

Banheiros pelo mundo

Se tem uma coisa que é meio estranha, mas que eu gosto de fazer, é fotografar os banheiros pelos países que visito. O de hoje, vem lá da Tailândia. Era o banheiro de um restaurante. O banheiro em si não estava tão sujo assim, mas a entrada dele estava, bem convidativa aos ratinho e ratazanas que eu vi passeando pela cidade. Gracas  a Deus, desta vez, eles não deram as caras.

Banheiro da Tailândia

Obs: Se você for na Tailândia e ver um banheiro desses, jamais sente no vaso, tá?Ele não é para sentar. Você sobe nele, apoia os pés ali nas laterais, agacha e pronto!Já pode começar o seu trabalho. Só cuidado para não perder o equilibiro e cair, tá?

Brasileiros no Japão

Apesar da minha conexão hoje estar uma bela porcaria, estava fuçando o youtube e achei um vídeo em português, sobre os brasileiros no Japão. O vídeo completo tem quase 1 hora, mas aqui eu vou colocar só a 1a parte. E, quando comecei a assistir, qual não foi a minha surpresa ao ver o meu senpai (veterano) da faculdade apresentando Tóquio para a tv brasileira. Fiquei até orgulhosa agora. Os cariocas arrasando no Japão!Confiram:

Brasileiros em Tóquio – Parte 1

Aprendendo japonês – Vídeos

Estava fuçando o youtube e encontrei uma série de vídeos muito interessante e de fácil compreensão para quem deseja aprender o idioma. Como nosso blog é mais focado em viagens, vou apresentar dois vídeos onde eles ensinam expressõpes usadas em duas   atividades que não faltarão em sua viagem: Comer e fazer compras. Vamos ver!

Comendo fora

Comprinhas

Espero que seja útil!Um abraço!

Tô indo pro Japão. E agora?Que roupa eu uso lá?

Tá aí uma ótima coisa para se pensar. Primeiro, porque o Japão tem 4 estações do ano bem definidas. E, segundo, porque muitas roupas que usamos normalmente aí no Brasil, não são muito bem vistas aqui. E, também tem certas roupas que aqui são normais e que se você vestisse em qualquer lugar do Brasil o camarada já ia chegar junto e perguntar: Quanto você cobra, gata?

    Outro ponto que se deve considerar é o propósito de sua viagem. Você está vindo a turismo ou para estudar, trabalhar e conviver direto com os japoneses? Bom, vamos lá! Separei alguns tópicos para pensarmos a respeito.

1. As 4 estações –  No Japão, como a gente já cansou de falar aqui, as 4 estações do ano, são bem definidas. No momento, aqui, estamos no outono. A cada dia o friozinho vai aumentando e apesar de durante o dia ser agradavel e até quentinho, depois que o sol vai embora, você já precisa de um casaquinho mais quente. As temperaturas à noite estão por volta de 15 graus. Isto, claro,não inclui Hokkaido, onde, segundo a previsão do tempo que vi hoje, dizia que amanhã nas partes mais altas da província já deve começar a nevar. Sim…aqui na ilha central do Japão só vai nevar lá pra perto do Natal. Mas, lá em Hokkaido, na minha opinião, só tem 2 estações: inverno e outono, porque aquilo que eles chamam de verão, para mim é outono.

Se você chegar aqui na primavera, ou seja, março, abril, você vai sentir frio. Dependendo de que lugar do Brasil você tenha vindo, você vai achar a primavera japonesa um gelo!Eu cheguei aqui bem na primavera, trazendo só alguns casacos de frio que eu usava no inverno do Rio de Janeiro e quase morri nas primeiras noites!!

寒い!!Ai que frio!

Ou seja, na primavera, você talvez precisa de um casaco bem quente  e, talvez, até de um sobretudo. Lembro que o inverno deste ano demorou tanto pra acabar que eu fiquei usando sobretudo até maio!

Se você chegar aqui no verão, coisa que eu não recomendo, vai passar um calor da peste e corre o risco de ficar desidratado. É insuportável e eu prefiro 1000 vezes o calor de 40 graus do RJ do que o calor de 32 graus que faz aqui no verão. Aqui, algumas vezes, também chega a 38, 40 graus. Mas, geralmente, a temperatura aqui fica no máximo a 32, 35 graus.

No verão do Brasil, especialmente do RJ e nordeste, o povo realmente usa pouca roupa. É muito comum ver homens usando camiseta regata e bermuda. Mas, aqui no Japão não. Principalmente a mulherada. Elas se cobrem todas, com direito a chapéu, casaco e luvas!!!!Algumas, com direito a burka e tudo!

Típica roupa de verão(!!!???)
Burka japonesa

Se elas não sentem calor? Com certeza sentem, mas a vaidade fala mais alto. Aqui, elas fazem tudo pelo Bihaku (beleza branca, ou seja, ter uma pele branca). Ah, claro!Além de chapéu, luvas e casaco, ainda tem o indispensável guarda-sol. Consegue encarar? Eu, nao.

Você pode usar roupas confortáveis e leves, mas sem muitos decotes. Shortinhos aqui são muito usados. Até os bem curtinhos. Mini saias, também. Só que, infelizmente, há uma grande diferença quando uma japonesa usa e uma estrangeira usa. As estrangeiras, principalmente as brasileiras costumam ter muuuuito mais corpo e curvas que as japas. Então, mesmo que elas vistam a mesma coisa que as japas vestem, sempre vão parecer super hiper ultra sexy. Eu, aconselho a evitar. Mas, aí, fica a critério de cada um.

Visual comum no verão japonês

Verão???Opa!Então vou pra praia aqui no Japão. Posso usar o meu biquini que eu trouxe do Brasil?

Poder, você pode tudo, querida, mas não é aconselhável. Todo mundo sabe que os nosso biquinis são minúsculos, apesar de muito bonitos. Talvez você se assuste com o tamanho dos biquinis japoneses. Sim. Eles parecem gigantes perto dos nossos. E, geralmente eles vem com um shortinho. Sendo que a própria parte de baixo do biquini já parece um.

Biquini japonês
Outro tipo de biquini bem comum aqui.

Outro detalhe importante. No Brasil, nas regiões de praia é muito comum ver o pessoal entrando no ônibus quase pelado, como se já estivesse na praia e tal. Aqui, não faça isso. Sandália, chinelo, tudo bem.Mas, os rapazes devem não devem andar sem camisa e as meninas, por favor, escondam tudo e deixe para tirar o vestido ou camisa, ou sei lá o quê só quando já estiverem na praia, tá?

Enfim…biquini pode. Mas, fio dental, nem pensar, tá? Topless muito menos! Fica aí a dica!

Agora…se você chegar aqui no inverno, se prepara para passar muuuuito frio!Tirando o pessoal do sul do Brasil….os agasalhos que usamos no inverno do Brasil não esquentam nada aqui. No máximo, você poderá usá-los no outono. Mas, no inverno, só sobretudo e casacão mesmo, com muita pena de ganso dentro. Fora os outros apetrechos como luvas, gorros e algo que não pode faltar no inverno: kairo. (pode ser portátil ou para colar na roupa. É uma espécie de emplasto sabiá pro frio. Sim. Ele aquece o seu corpo e tem duração de 8 a 10 horas.)

Isso aí faz milagres no inverno!

Se você não tem sapatos à prova de neve, então, melhor deixar para comprar aqui. Aliás, se puder, eu aconselho você a comprar seus agasalhos e outroa apetrechos para o inverno, todos aqui no Japão. Esses bons sobretudos costumam ser caríssimos aí no Brasil, assim como botas e outros itens. Aqui, há lojas populares, tipo Uniqlo, onde você encontra tudo isso por um bom preço. E, roupa de boa qualidade.

No próximo post eu continuo falando mais sobre roupae e etiqueta aqui no Japão. Um abraço e boa viagem!!!!