Tem índio no Japão???

Tem. Eles vivem no norte do país, mais precisamente em Hokkaido. Como foi falado no video do post anterior, tudo aquilo que é diferente é rechaçado pela sociedade japonesa. Com os nativos que vivem neste país, também. Até hoje eles ainds sofrem preconceito por parte de muitos. Porém, algo já começou a mudar. Uma das principais mudanças é o fato de hoje já abordarem o assunto dos Ainus (os índios japoneses) nos livros escolares. E, também, de já abrirem um pouco mais de espaço para eles na mídia japonesa.

Este vídeo abaixo fala de um grupo musical chamado Ainu Rebels. Através da música, eles procuram divulgar mais sua cultura e fazer com que o preconceito em relação a eles diminua. Bem interessante o vídeo. Na verdade, é o trecho de um documentário da NHK sobre os ainus, que foi exibido há uns 4 anos atrás aqui no Japão. Espero que gostem.

Agora, dois vídeos que encontrei no youtube e achei bem interessantes.

Um curto documentario (em ingles)

O Japao e seu sistema educacional

O sistema educacional japonês sempre foi muito elogiado e conhecido no mundo inteiro. Quem nunca ouviu dizer que todo japonês é inteligente?Sempre ouvia isso lá no Brasil. Porém, hoje, o sistema educacional japonês sofre as consequências de ter parado no tempo. Coréia e China já estao há 1000 anos luz do Japão no que diz respeito a educação. Não que eu ache o sistema coreano uma maravilha. Eu considero ele até pior do que o japonês, visto o número de estudantes que se matam por ano.

Mas, hoje, um dos maiores problemas que o Japão enfrenta é o fato de seus estudantes não terem um pensamento crítico, o que os fazs sair em desvantagem quando têm que competir internacionalmente. Realmente, quem trabalha e convive com os japoneses sabe que aqui o que é valorizado é a harmonia do grupo. Quando alguém tem muita opinão diferente ou se destaca, já é logo tachado de kawatta hito (pessoa estranha) e, aí, já é um passo para começar a ser vítima de ijime(bullying). Tem até um ditado japonês muito famoso, que traduz bem isso:出る杭は打たれる (The nail that sticks out gets hammered down).

Porém, como desde sempre a opinião própria e pensamenro crítico não fizeram parte da educação japonesa, hoje eles estão tentando correr atrás do prejuízo inovando o sistema educacional e tentando fazer com que seus alunos sejam um pouco menos dependentes do professor. Este documentário aqui é bem interessante e ilustra bem a atual situação na qual a educação japonesa se encontra.

 Samphran Elephant Ground and Zoo – Crocodile show

Esse programa aí é para os fortes, hein! Antes do famosíssimo Crocodile Show começar, ainda tinha um tempinho e deu para observar os crocodilos de perto. Achei interessante o fato de cada crocodilo ser dividido por idade. Então, tínhamos os crocodilos bebês, adolescentes, adultos e da terceira idade.

Finalmente o show começou. Dois caras bem magrinhos e com pinta de que serão engolidos pelos crocodilos entram em cena. Ah, sim!Isso tudo acontece numa espécie de piscina. Nós ficamos em cima, numa arquibancada, assistindo tudo.

Mas, naquele dia, acho que os crocodilos não estavam muito a fim de trabalhar, porque todo crocodilo que os rapazes capturavam e traziam para terra seca, saía correndo e voltava pra água. Finalmente, eles conseguiram trazer alguns e aí, sim, o show começou.

O show é de tirar o fôlego do início ao fim e você fica naquela tensão. Os carinhas são doidos mesmo e enfiam mão, braço, cabeça, tudo dentro da boca dos crocodilos. Não faço idéia de como seja o treinamento dos bichos e dos caras, mas o resultado é surpreendente. Ainda mais acompanhado com a música de fundo, que dá um “tchan “ a mais à apresentação.

Agora chega de conversa e vamos logo às fotos. Se a maravilhosa conexão aqui de casa permitir, depois eu faço o upload do vídeo no youtube para todo mundo poder ter uma idéia de como é o show.

Tailandia – Samphran Elephant Ground and Zoo – Parte 2

Depois da incrível experiência de andar de elefante, fomos assistir ao show dos elefantes que ia começar em uns 15 minutos. Mas, antes do show dos elefantes começar, tinha um show de mágica, daqueles bem tosquinhos, de circo do interior do interior.     Claro que nao poderia faltar uma foto!

Finalmente começa o show dos elefantes. Eles narram uma estória e então, os elefantinhos começam a aparecer e a fazer o seu show. Realmente eles são uma fofura!

Umas 3 estórias diferentes são narradas e aí, no final, o famosíssimo jogo de futebol dos elefantes!!Aaaai, gente!Olha aqui o elefantinho com uniforme da seleção brasileira!!

No final, todos eles chegam perto da cerca para agradecer e, um cara passa vendendo ração para você comprar e alimentar pessoalmente os bichinhos. Coisa fofa!Amei!

Vejam aqui o slide com as fotos do show:

Agora, para completar o passeio, só faltava o tão esperado Crododile show, o show dos crocodilos.

Esse aí eu conto no próximo post.

Dança indiana – Kathak

O estilo Kathak, na minha opinião, é o mais belo e expressivo dentre as danças indianas. Adoro os movimentos dos pés e aquele som dos chocalhinhos.

Segundo me contaram,  não se sabe ao certo onde e quando esta dança surgiu, mas acredita-se que deve ter surgido em algum templo do Norte da Índia. Na época, era apenas a combinação de gestos, sem os passos. As estórias eram contadas por um narrador e, ele utilizava vários gestos para poder enriquecer a estória e dar mais ênfase. Árvores, flores, deuses, etc. Tudo isso tem gesto. E, segundo me contaram, também, os passos foram introduzidos posteriormente, com a influência da cultura persa.

E o resto é história. Mas, hoje, nós temos um dos mais belos e estonteantes estilos de dança!Aqui vão alguns vídeos de tirar o fôlego. E, aqui no Japão, também temos alguns excelentes dançarinos profissionais de Kathak, que se formaram na Índia e tudo!Uma delas é a minha professora.

Agora, os vídeos da diva Madhuri Dixit.

E aqui no Japão…..

Será que já tem escolas no Brasil que ensinam essa dança? Se vocês souberem de alguma, por favor, me falem!Essa foi uma breve apresentação desta dança. Conforme eu for aprendendo mais, eu posto aqui. Um abraço e até a próxima!

Tailandia – Samphran Elephant Park Ground and Zoo


Uma das coisas que eu tinha muuuita vontade de fazer na Tailândia era andar de elefante. Queria saber como era a sensação e..em julho deste ano, eu finalmente andei pela primeira vez!
É possível andar de elefante em vários locais pela Tailândia. Eles tem muitos parques só de elefantes e, voltados para turistas mesmo. Então, não é só em Bangkok que você pode andar de elefante. Se você for um pouquinho mais longe, em Chiang Mai, outro belíssimo local, poderá fazer o famoso elephant trekking no meio da selva e ainda dar um banho nos elefantes dentro de um rio. Te apetece???
Mas, para iniciantes, o melhor é procurar um desses parques mais simples mesmo. O escolhido foi o Samphran Elephant and Zoo, que fica a mais ou menos 1 hora de Bangkok, no caminho para outro lugar que eu amo, e que será tema dos futuros posts, Nakhon Patom.
O ingresso para o Samphran Elephant Ground and Zoo te dá direito a ver alguns animaizinhos, ver o show dos elefantes, um show de mágica bem tosquinho e, o imperdível show dos crocodilos!
Mas, para andar de elefante, você tem que pagar à parte.


Assim que você entra, tem um local onde ficam os tigres para você tirar algumas fotos ao lado deles. Eu estava indecisa, pensando se tirava ou não. Quando finalmente tomei coragem os dois tigres começaram a se estranhar e…pronto!O máximo que deu foi tirar foto de longe mesmo. Logo depois já vieram buscá-los e os levaram para suas devidas jaulas, eu suponho.


Até o show dos elefantes, ainda faltava mais de 1 hora. Então, a grande pedida foi logo ir andar de elefante!!!Chegando no local, você imagina: “Meu Deus!!Como eu vou fazer para subir nesse bicho??” Mas, claro que os motoristas dos elefantes de ajudam!Quando voce sobe e senta la, tudo bem, nada demais. Mas,quando o bicho levanta para dar partida, a sensação que se tem é a que se vai cair lá embaixo!Balança bastante e foi ótimo não termos almoçado antes de ir. Hahahaaa… Mas, depois de uns 2 minutos de balanço, você acostuma e já começa a apreciar a paisagem. Só dá nervoso quando o elefante resolve ir para algum canto fora do script, como algum riozinho por perto. Teve uma hora que ele entrou num riozinho lá e eu pensei: “Merda!Não sei nadar!E agora??” Mas, tadinho!O bichinho só queria beber água.


Outro momento que faz seu coração bater mais forte é quando você vê o seu elefante andando a 10 km/h e vem logo um outro elefante atrás carregando mais turistas e andando super rápido. Você pensa: “Meu Deus…vai bater, vai bateeeeer!” Mas, não bateu. O único incidente foi o banho com a tromba que o elefante de trás deu na gente. Mas, depois uns 20 minutos de pura emoção, o passeio chega ao fim e você fica com gostinho de “quero mais”.
Um excelente programa para quem tem criança, também. Tinha uma família indiana atrás da gente (pai e 2 filhos) e as crianças estavam se acabando lá!No proximo post eu continuo a falar desse programa bem de familia!

Bangkok – Vamos às compras!!

Hoje eu vou apresentar para vocês um dos locais que você não deve deixar de ir enquanto estiver em Bangkok. O nome do paraíso é Platinum Fashion Mall e, como o nome já diz, é um shopping só de roupas e acessórios. A mulherada piiiiiiira!Pira mesmo, porque eu pirei, gente!São vários andares e corredores só de lojas de roupas. O ideal é para quem vai comprar para revender. O que, não é o meu caso. E, claro, como tudo na Tailândia, você precisa negociar o preço. Não é fácil e cansa. Mas, se tiver disposição, você consegue ótimos descontos!!!Então, anota esse nome aí: Platinum Fashion Mall.

Passarela que leva ao shopping.

Uma das mais de 1500 lojas do shopping
Interior do shopping

Além das mais de 1300 lojas (!!!) , o Platinum Mall ainda tem uma ótima e variadíssima praça de alimentação. Imperdível!

Dá uma olhadinha nesse vídeo aqui:

E, logo ali pertinho, tem o primo pobre do Platinum Mall, que é o Talat Pratunam ou Pratunam Market, com lojas de roupas para tudo que é lado, além de funcionar 24 horas!!!!É ótimo!!Você pode voltar às 23:00 e….eles ainda estarão lá vendendo roupas, sapatos e acessórios.

Agora, um video super interessante sobre a regiao de Siam Square, onde ficam esses shoppings e mercados populares.

Gostou???Entao, ja sabe!Quando for reservar o seu hotel em Bangkok, reserve na regiao de Siam e voce nao vai se arrepender!Um abraco e boa viagem!

Dica de filme – Vedam

Se tem algo que eu gosto demais é dos filmes que são produzidos aqui na Ásia. Teve uma época que eu era vidrada em filmes de Hong Kong, mas hoje, eu praticamente só assisto filmes indianos. E, do jeito que eles fazem filme lá e a indústria é variada, o que não falta é filme pra gente ver.

Bem, hoje vou deixar a dica aqui de dois filmes que assisti recentemente. Um deles, eu assisti no último domingo. Se chama Vedam. É um filme Telugu. Nao é Bollywood. Eu, para ser sincera, hoje prefiro muito mais os filmes telugu e tamil do que os de Bollwyood. Os de Bollywood anda muito stylish pro meu gosto e, esses outros, por mais que estejem se modernizando, ainda tem algo de brega, que eu adoro. Bom, chega de conversa e vamos ao filme:

O filme Vedam começa meio fraquinho e você acha que será a estória de mais alguns jovens que querem fazer sucesso e pegar menininhas. Mas, a estória além de não girar em torno de um só personagem, ela é supreendente. Resultado: Eu chorado que nem uma bezerra desmamada aqui no domingo à noite.

Este é o trailer. Mas, pelo trailer, a gente também não dá nada pelo filme. Tem que assistir mesmo.E, a boa notícia é que no youtube eles tem a versão com legendas em inglês.

O outro filme que assisti recentemente, também, e recomendo, já é outro estilo. Esta mais para o épico. Além da estória te prender do início ao fim, as cenas de música e dança do filme são belíssimas. Ah, sim!O nome do filme é Badrinath. Badrinath é, na verdade, o nome do templo onde se passa a estória e é considerado um dos lugares que todo hindu deve visitar antes de morrer. Ao ver o filme fiquei morrendo de vontade de conhecer este belíssimo templo.

Ah, sim!Os dois filmes são estrelados pelo mesmo ator. O nome dele é Allu Arjun. Além de ele ser um excelente ator, ele é um incrível dançarino. Aqui vai o mais belo clipe que faz parte do filme. Essa música não sai da minha playlist. Espero que gostem!