Vamos aprender chinês?

Olá, pessoal!

Tudo bom?

Bem, como a maioria de vocês sabem, eu sou professora de japonês há 15 anos e comecei a estudar o idioma quando tinha apenas 14 anos. Desde lá, não parei mais: fiz faculdade de Letras (Português-Japonês), fui bolsista do Japão duas vezes e, totalizei 7 anos de vivência no Japão. Quem estuda japonês, provavelmente deve ter se interessado, posteriormente, pelos países próximos ao Japão, como Coréia e China. Coréia, para ser sincera, eu nunca curti muito e mesmo morando a uma hora de vôo do país do PSY, eu nunca pensei em visitar. Já a China….

Em Shanghai, 2012

Meu lance com a China começou quando uma amiga minha, descendente de japoneses, me apresentou uma novela chamada Meteor Garden. Isso, foi no início dos anos 2000. Eu havia acabado de voltar do Japão. Meteor Garden, para quem não conhece, é uma novela de Taiwan e que fez um sucesso estrondoso não só em seu país, mas também na China, Hong Kong e em quase todos os países do sudeste asiático. Uma verdadeira febre, que alçou o grupo F4 à fama.

Comecei a assistir e, logo fiquei interessada em aprender o idioma. Depois, fiquei sabendo que havia uma igreja chinesa onde ministravam aulas de chinês. Fui visitá-los, mas não pude fazer as aulas, porque eu dava aulas bem aos sábados. Porém, acabei frequentando a igreja deles por um tempo e fiz grandes amigos lá.

Quando me mudei para o Japão em 2007, eu tive a oportunidade de conhecer Taiwan, China e Hong Kong e, mais recentemente, Singapura e Malásia. Os últimos dois, países com grande população chinesa. Mas ainda assim, eu não havia estudado chinês.

Há alguns anos e alguns quilos atrás….hahahaha

Tentei estudar há dois anos lá na Índia, mas a única professora que encontrei na cidade onde morava, tinha uma péssima escrita dos caracteres chineses. Isso me deixou meio ressabiada. Afinal, eu também sei escrever os caracteres e modéstia à parte, muito bem. Nada para se gabar, há que é uma obrigação como professora de japonês.

Sendo assim, o “sonho” de estudar chinês ficou engavetado. Até que….eu voltei para o Rio de Janeiro, onde tudo havia começado e, descobri o Instituto Confucius. Não, não estou ganhando nada para fazer propaganda. (rs) Descobri que havia não só um, mas dois institutos na minha cidade: Na PUC-RIO e, na UFF. E, coincidentemente, eles estavam oferecendo cursos intensivos de verão, bem na época que eu estava com bastante tempo livre. Sendo assim….não pensei duas vezes e me matriculei no curso.

O curso é acontece de segunda a quinta, de 09:00 às 12:00. É puxado, tem dever de casa praticamente todos os dias, mas, está sendo incrível aprender chinês.

Já sei o que você quer me perguntar: ” Chinês é parecido com japonês?”. Prometo escrever ou fazer um vídeo sobre isso, mas, já vou dizendo que apesar das similaridades, são duas línguas totalmente diferentes. a começar pela gramática.

Se há uma língua parecida com o japonês, seria o coreano. Muitas das peculiaridades da língua japonesa, como os honoríficos e partículas, estão presentes no coreano, também. Quem sabe um dia eu não me animo a estudar coreano também, né?

Mas, no momento, meu cérebro só tem espaço para o mandarim mesmo. E, se você já cogitou a possibilidade de estudar mandarim, eu super recomendo. Não só pela experiência incrível que é aprender um idioma cujo conceito é tão distinto do nosso, mas também, porque o governo chinês oferece muitas bolsas de estudos nas mais diversas áreas. Então, quem sabe você não será um dos agraciados com uma bolsa no futuro?

Se você não sabe por onde começar, vou deixar alguns links aqui embaixo de canais do Youtube que falam sobre a China e sobre o mandarim, também.

2 a mais

Um casal de bolsistas brasileiros na China. Ultimamente eles andam meio sumidos, mas eles têm vídeos incríveis no canal. Selecionei um bem interessante para vocês.

Um outro canal muito popular, é o Pula Muralha, da queridíssima Sisi, uma chinesa que fala muito bem o nosso português e é casada com um brasileiro. No canal, ela também ensina mandarim.

Um outro canal que eu já assistia mesmo antes de começar a aprender chinês formalmente, é Aula de Chinês, da Professora Chen. Ela tem um português impressionante e, também ensina com bastante habilidade.

Outro canal imperdível é o da querida Karina Cunha, o Dominando o Mandarim. Karina é brasileira, mas com a mudança dos seus pais para a China, ela e as irmãs estudaram a vida toda em escolas chinesas. Sendo assim, ela arrebenta no mandarim e dá dicas super legais no canal, além de compartilhar boa parte dos choques culturais vividos por ela e sua família.

E você? Conhece algum outro canal sobre cultura ou língua chinesa? Se sim, compartilha com a gente! E, vamos aprender mandarim, gente!

Um abraço e até a próxima!

por Banjara

Publicado por Banjara Soul

Este blog é para compartilhar um pouco das estórias e memórias que acumulei ao longo destes 12 anos neste incrível continente chamado Ásia. Hoje, de volta ao Brasil, mas com a Ásia no coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: