Trichy – Uma tesouro do sul da Índia

  Desde que ganhei de uma amiga japonesa um guia de viagens sobre o sul da Índia, o nome Trichy ficou gravado em minha mente.

  Nas fotos, aqueles templos tão coloridos e majestosos. Era certo que eu queria vê-los de perto um dia na vida. E este dia, finalmente chegou!

   Na mesma viagem que fiz à Madurai, resolvi incluir mais um roteiro no último dia e, a escolha foi por Trichy. Trichy é a forma resumida de um verdadeiro palavrão para nosso ouvidos poucos acostumados ao sânscrito: Tiruchirapalli.  Porém, Trichy tem muita história. Ah, se tem! Os primeiros registros da cidade surgiram no século III antes de Cristo, ainda durante a dinastia dos Cholas. Muitas outras dinastias como os Nayak, Vijayanagar, e outros, passaram pela região, deixando sua influência sobretudo na bela arquitetura. 

  Meu passeio para Trichy começou pegando um ônibus em Madurai. Assim como Madurai, Trichy também se encontra no estado de Tamil Nadu. A viagem dura cerca de 2 horas e é bem agradável, com paisagens belíssimas dos arrozais, riachos e belas montanhas.

  Chegando em Trichy, eu tinha cerca de 6 horas apenas para poder explorar o que a cidade tem a oferecer de melhor. Comecei, pelo Rockfort, um rochedo que abriga um templo hindu (dedicado a Ganesha) no topo.

Image result for trichy rockfort

  A subida até o local é árdua, mas mesmo alguém sedentário como esta que vos escreve consegue fazer, com muito esforço e vontade de fazer bons vídeos. (rs) O forte, imponente, já foi testemunha das várias batalhas entre as dinastias que tentavam controlar a região. O rochedo, onde se encontra o forte, é considerado uma das rochas mais antigas do mundo, com 3.8 bilhões de anos. Tem noção do que é isso??

Related image

Confira mais sobre a subida ao Rockfort no vídeo abaixo.

por Banjara

2 comentários sobre “Trichy – Uma tesouro do sul da Índia

  1. Oi Juliana, como vai?
    Estive na Índia no início de janeiro. Me APAIXONEI por essa cultura surpreendente!
    Também sou professora, tenho especialização e doutorado na área de Educação. Gostaria muito de poder dar aulas aí. Como você fez? Poderia me dar umas dicas?

    Curtir

    1. Oi, Luciamara! Quando eu trabalhava de freelancer na Índia, já que não tinha meu visto permanente ainda, eu anunciava as aulas em sites como Urban Pro e outros. Depois, conheci uma professora do departamento de frances de uma universidade indiana e, ela me falou que pretendia abrir um curso de portugues na universidade. Eu fiquei interessada e me inscrevi. Mas, já aviso que os salários são bem baixos e vale mais a pena trabalhar com tradução do que com aulas.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.