Brasileiros na Índia – Uma catarinense na Índia

A Mony, de Santa Catarina, chegou até mim, há alguns meses, com algumas dúvidas sobre a Índia. Depois de 3 anos de relacionamento a distância com um indiano, ela tinha uma viagem marcada para o país e, muitas dúvidas sobre o que levar, sobre como se comportar, etc. Tiradas as dúvidas, finalmente chegou o grande dia de Mony conhecer a India e seu amor. Será que ela gostou do pais? Aqui, ela conta pra gente.

Banjara : Oi, Mony. Primeiramente, muito obrigada por ter aceitado dar um depoimento aqui pro nosso blog. Mony, conta pra gente: como a India apareceu na sua vida?
Mony: Então…primeiro, a Índia chegou na minha vida através de uma amiga que se converteu a uma religião lá da índia mas não me recordo o nome … A partir daí eu fiquei encantada com a espiritualidade indiana. Depois, conheci um rapaz indiano pela internet e começamos um relacionamento.

Banjara: Como foram os preparativos da viagem?
Mony: Me preparei 6 meses antes para minha viagem à Índia, entrei em contato com pessoas que moram lá, e você foi uma delas. Enfim, tentei obter todas as informações possíveis para minha segurança na Índia

Banjara: Você teve dificuldade de pegar o visto? E a passagem? Qual trajeto você fez do Brasil até a Índia?
   Mony: Em relação ao visto eu obtive o e-visa pra 2 meses. Foi muito complicado pra conseguir pagar . Não sei por qual razão não aceitavam meu cartão … Mas depois de muitas tentativas consegui e foi tranquilo. Meu trajeto foi de Santa Catarina / São Paulo/ África/ Mumbai mas foi super tranquilo. Alguns atrasos, mas nada anormal … viajei com a Ethiopian Airlines e  gostei muito.

Imagem relacionada

Banjara: Quanto tempo ficou na Índia e quais cidades você conheceu durante sua viagem?
Mony: Fiquei durante 1 mês. Conheci Mumbai, Nova Delhi, Ghaziabad, Haridwar, Varanasi e Shimla.

  • Nossa amiga catarinense em Delhi

Banjara: Acredito que antes de ir à India, você tinha uma imagem em sua mente sobre o país. Esta imagem bateu com o que voce viu lá ou não?
Mony: A imagem que eu tinha era bem diferente. Muito diferente. Depois que eu conheci e tive um choque de realidade, tudo mudou. Não parece ser outro país. Parece ser outro planeta! Olha, eu admiro os estrangeiros que moram aí. Até mesmo o Brasil que é um pais de terceiro mundo, é muito diferente da Índia.

Banjara: O que mais te chocou no pais?
Mony: A pobreza e a falta de higiene. Isso foi o que mais me chocou. Na verdade, muitas coisas me chocaram, mas eu diria que foi principalmente a pobreza e a falta de higiene.

Banjara: O que você mais gostou no pais?
Mony: Olha, eu acho que foi a positividade…a energia positiva dos indianos, mesmo vivendo em condições que, na minha opinião, são sub-humanas. Eles são muito felizes e aceitam a condicão de vida deles.Também não vi nenhum ato de violência, bandidagem, roubo…esse tipo de coisa que tem aqui no Brasil. Eu não vi isso na Índia.

Mony com os monges hindus em Varanasi

  Banjara: Teve algum fato engraçado durante sua viagem?

Mony: Sim…Eu levei presentes aqui do Brasil para a família do meu namorado. E antes de   eu viajar, uma vez, a irmã dele me pediu para eu mostra-la uma lingerie. Eu achei até um   pedido bem diferente, né? Aí, eu mostrei as minhas lingeries. Ela achou lindo. Então,  perguntei se ela queria. E, ela falou que sim. Então, de presente, levei um conjunto de lingerie para a irmã dele. Ela tem 29 anos, é casada e tem dois filhos. Eu levei um conjunto bem sexy, de sutiã com bojo, com pedraria, bem bonito. Bem sexy, estilo Brasil. Ela achou lindo. Aí, ela mostrou pro marido e ele não deu permissão pra que ela usasse. Eu ainda falei pra ela que ela podia usar debaixo da roupa e ninguém ia ver. Mas, não adiantou. 

Resultado de imagem para lingerie strass

 

BanjaraPois é….geralmente na Índia, essas coisas são tabu. Não se dá de presente.

Mony Pois é..eu levei porque ela falou que tinha gostado. Achei que ela fosse usar com o marido, mas nem com ele, ele não quer que ela use.

Banjara: Mony, depois da experiência na Ìndia, você acredita que voltou a mesma pessoa ao Brasil? Que benefícios a Índia te trouxe como pessoa?
Mony: Com certeza, depois que voltei ao Brasil, eu não sou mais a mesma pessoa. Eu aprendi com os indianos, uma palavra: gratidão.

Banjara: Nosso blog ou canal te ajudou de alguma forma a tirar suas dúvidas antes da viagem? Se sim, de qual forma?
Mony: Ahn..com certeza teu blog me ajudou muito!Porque eu era insegura em relação a viagem, pois pensei que fosse me deparar com muita violência e tal. Bem, eu tinha muitas dúvidas e eu consegui saná-las contigo. Se bem que você mostra uma Índia muito bonita e eu não vi isso aqui. Mas, mesmo assim, pra mim, o teu blog foi super importante. 

Mais uma em Varanasi

Banjara: Você sabe que muitas pessoas têm o sonho de conhecer a Índia. O que diria aos futuros viajantes e, sobretudo às tantas moças que querem vir de mala e cuia para cá conhecerem seus pseudos príncipes indianos?
Mony:  Sugiro que pesquisem bastante, conversem com pessoas que já foram à Índia, porque eu, particularmente, passei por muito perrengue. Perrengue relacionado a higiene, a comida, ao banheiro. Não sofri nada relacionado a violência, mas…eles são muito machistas! E, esquece o conforto….porque isso, na Índia, eu nao encontrei. Eu também notei que poucas pessoas falavam o inglês. Se tu não tem um guia ou um amigo que fale o Hindi, passa muito perrengue. Tudo tem que barganhar. E, se tu não fala o Hindi…como barganhar?
  Outra dica que eu queria dar as mulheres viajantes que querem conhecer a Índia, é que: Não pense que por você ter a pele clara, ou ser loira, dos olhos azuis ou verdes, que eles vão te achar linda aqui. Eu não senti isso, não. Na verdade, eu sentia os olhares preconceituosos. Até o meu namorado, que estava comigo a maior parte do tempo, comentou que percebeu que as pessoas olhavam para mim com raiva.  E eu não sei o porquê..

Resultado de imagem para foreigner in india

Banjara:  Você disse que eles são machistas. Em relação ao machismo…teve alguma situação na qual você se sentiu mal?
Mony:  Sim..várias. No trem, os homens me olhavam muito. Olhavam, olhavam e não paravam de olhar. Eu ficava sem jeito. Alguns,  tinham aquele olhar como se estivesse flertando, sabe? Outros, tinham um olhar malicioso. Já outros, tinham um olhar de raiva, como se estivesse dizendo: “Que firangi sem vergonha. Olha só o vestido dela!”.
Porque eu estava usando um vestido comprido, mas às vezes o vestido tinha algum decote, mesmo sendo bem sutil. E as fotos? Toda hora eles me paravam para tirar foto com eles. Às vezes, eram famílias inteiras. Neste caso, era até legal. Mas, quando era algum guri novo….no começo, ainda ingênua, eu até tirava. Mas depois, não tinha mais condições, porque eu sentia o machismo deles, sabe? Era algo que me fazia mal. Os olhares me acompanhavam o tempo todo: nos restaurantes, nas ruas, E aquilo me fazia sentir insegura. Eu pensava: “Será que estou com uma roupa muito ousada?” Eu me perguntava o tempo todo o que havia de errado comigo.

    As mulheres também são muito machistas, porque elas me olhavam também, me condenando, e eu via as mulheres se cutucando, por causa da minha roupa. Eu estava de legging com uma túnica sobre a legging e, sempre usava a dupatta (lenço). Ou então, eu usava vestidos.  Em Mumbai, também passei por uma situação meio chata, lá na beira-mar, com um Hijra (os transexuais da Índia). Ela veio me pedir dinheiro. Eu disse que não tinha, só o cartão. Ela começou a gritar e ficou alterada. Tivemos que sair dali antes que ela nos agredisse.

Imagem relacionada
Hijras em Mumbai

Banjara: Noossa…que situação! Mony, muitíssimo obrigada por ter compartilhado sua experiência através deste depoimento tão sincero. Tenho certeza que este depoimento ajudará outras pessoas que pensam em conhecer o país, e servirá de alerta às meninas que pensam em vir morar aqui sem nunca ter nem saído do estado onde moram, no Brasil. Dizem que uma pessoa jamais volta a mesma depois de uma temporada na Índia. Acho que sua passagem pela Índia tinha um grande propósito de vida e creio que você mesma já percebeu isso. No mais, te desejo muito sucesso na vida profissional e em em todo o resto. Obrigada pelo carinho e por ter confiado em mim para contar sua estória para nossos leitores. 

Mony: De nada, Banjara. Foi um prazer.

por Banjara Soul

 

\

23 comentários sobre “Brasileiros na Índia – Uma catarinense na Índia

  1. Grata pelo compartilhamento de sua experiência, Mony! Sempre bom ler estes relatos.
    Ps: Não foi possível ver as fotos da viagem da Mony à India. As fotos não abrem aqui. Aparece apenas um quadrado branco no lugar da foto. : /

    Curtir

  2. Blz! A pessoa quer ir pra um país estranho, mas você que tem que se adequar a eles , e não eles a você! Creio que depois do que ela passou duvido que volte. E ta na cara que ela acabou. Pois em nenhum momento ela deixou claro em falar algo dele.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Banjara, boa tarde, estou buscando informações sobre a India, pois pretendo passar um periodo ai , tenho algumas duvidas se puder me ajudar ficarei grata.

    Rosanny

    Curtir

  4. Oi Ju, muito interessante você publicar esta entrevista. A Índia é fascina e assusta, com a mesma intensidade. Se a pessoa vai muito sonhadora, se decepciona, na certa.

    A Índia surgiu na minha vida por uma questão de oportunidade, fui pela primeira vez em 2015, sem pensar muito, mas já conhecia bastante a respeito, pois estou no mundo das viagens há anos.

    Para não me assustar, decidi ir com a mente aberta, pronta para qualquer desafio. No meu caso, serviu para eu ser mais tolerante, menos “fresca” com as coisas e muito mais esperta com “os espertos”, pois quando os indianos vêm um estrangeiro, a grande maioria, é claro, enxergam só dólares e pensam em tirar lucrar muito em cima. Aprendi a negociar como eles. Já tenho o sangue italiano, então só adicionei uma pitada de pimenta vermelha e, eco, I want a good discount!”

    Entre as pessoas que entram em contato comigo, percebi que, quem vai a Índia a passeio, adora, dificilmente se decepciona, mas quem vai para conhecer o amado, geralmente entra em choque.

    Acredito que a mente apaixonada não vê os sinais, não percebe que se trata de um país e de uma cultura muito diferente. Como disse a Mony, praticamente outro planeta. E quando se depara com esse “outro planeta”, se apavora. Na verdade, a Índia é tudo isso, de bom e de ruim, que tanto se fala, mas é preciso estar preparada para tudo.

    Beijos,
    Ana

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Ana!! Que honra te-la aqui. Sua experiencia de diversas viagens a India sempre eh valida. Sim, eu tambem acho que a maioria que vem a passeio, gosta, mas as que vem por causa dos namorados, geralmente, se chocam mesmo. Tudo eh muito lindo quando o cara ta do outro lado da tela. Mas, encarar um indiano mais a familia dele, que certamente vira de brinde, nao eh moleza, nao!! Beijos e que sirva de alerta a todas estas meninas que nos procuram querendo ir atras do seu amado.

      Curtir

      1. Oi Ju,
        Sei que quando se está apaixonada fica difícil ver a vida como ela é, pois a tendencia é romantizar, mas está feito o aviso de cautela. Que a experiência da Mony sirva de alerta para muitas outras garotas.
        Não que seja para largar o namorado indiano, mas que saibam muito bem onde vão pisar. Se estiverem dispostas e enfrentar muitas barreiras, inclusive da sogra indiana e pagar o preço, vão em frente, senão, melhor nem ir, porque a decepção vai ser grande.
        Bjs

        Curtir

  5. Gostaria que minha experiência pudesse ajudar esclarecer que na Índia vc não vai viver um conto de fadas lá vc se depara com situações delicadas pra nós mulheres ocidental … Sugiro que vc repense sobre tudo que vc conhece ou pensa que sobre a índia..

    Curtido por 1 pessoa

      1. Obrigada, Mony. Terminar um relacionamento longo (mesmo que a distancia) e onde ha tantas expectativas, nao eh realmente algo facil de se fazer. Mas, depois que conversamos, acho que no seu caso, foi o melhor para voce. Um abraco e muito sucesso!

        Curtir

  6. A Banjara mostra uma Índia muito bonita mas são os olhos dela, nada mais. O blog me ajudou a decidir que não tenho interesse algum em conhecer a Índia de perto. Já está de muito bom tamanho as fotos que a Banjara posta.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Maura. Sim, exato. Aquilo que eh bonito ou interessante para mim, definitivamente nao o sera para outra pessoa. Eu acho o Rio de Janeiro lindo, maravilhoso, mas conheco indianos que nao gostaram e queriam voltar correndo pra India. Complicado mesmo, mas sendo uma experiecia boa ou ruim, a verdade eh que estar exposto a qualquer cultura diferente nos muda para sempre. Um abraco e obrigada por sempre comentar aqui e la no canal!

      Curtir

      1. Banjara eu amo a Índia! Desde ver o meu primeiro filme Kuch kuch hota hai. Fui em 2008 e estou indo dia 9/2/18. Nagpur, Bangalore, Pune , Nagpur and que pena, com coração partido só poderei ficar 2 semanas . Você ainda está em Bangalore? Ia amar tomar um chai ou comer um papri chaat juntas . Vou ler mais seu blog. Sucesso!

        Curtido por 1 pessoa

      2. OI, Vania! Tudo bom?? Obrigada pela mensagem Noossa! Kuch kuch hota hai eh um classico, ne? Sim, eu estou em Bangalore. Me mudei para ca em marco de 2017, ja que minha empresa me transferiu pra ca. Caso passe por estas bandas, me mande uma mensagem para que possamos tomar nosso cafe ou chai. Como preferir! juinjapansince2007@gmail.com. Um abraco.

        Curtir

  7. Very interesting read Juliana. I wonder how many interesting stories can be gathered if every new visitor to every new country gets a chance to share his/her travel tale! 🙂 Thanks for sharing Mony’s visit with us 🙂

    Curtir

    1. Dear Kuldip, whart a honour to have you in my blog! Yes, Mony story is defininetely an interesting one. I believe everyone learn something from India when they land here. And the lesson she learnt will be worth throughout her life.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s