Brasileiros pela Índia – Hyderabad

Hyderabad. Sul da Índia. A cidade dos Nawabs, do famoso Biryani e da indústria de filmes Telugu. Na cidade onde a cultura islâmica a hindu se fundem, nós encontramos uma brasileira!

Pamela, nossa brasileira protagonista do post de hoje, chegou na Índia em 2013 e mora em Hyderabad desde então. E, é com ela que nos vamos conversar hoje!

IMG-20171128-WA0018

  Oi, Pamela! De que lugar do Brasil você é e como a Índia surgiu na sua vida?
Sou de Duque de Caxias, Rio de Janeiro. Bem, a Índia surgiu na minha vida através do meu marido. Na época, ele era meu amigo lá no extinto Orkut. Começamos a nos falar em 2007 e a amizade foi se intensificando, até que a coisa ficou séria e eu decidi vir para a Índia. Mas, claro que antes de decidir finalmente vir, foram muitos meses de pesquisa sobre o país.

Resultado de imagem para centro duque de caxias rj
Duque de Caxias- cidade da nossa brasileira

Você já tinha ido ao exterior antes de vir parar na Incredible India?
Só em 1999, quando fui à Disney.

Acredito que antes de vir à Índia, voce tinha uma imagem sobre o país. E, esta imagem bateu com o que você viu aqui ou não?

  Algumas coisas como a sujeira, muitos mendigos, o trânsito caótico…bateram sim com a imagem que eu tinha. Mas fiquei impressionada com a infra-estrutura da cidade, dos prédios altos, com a parte moderna da cidade, que fez cair um pouco o pré-conceito que eu tinha sobre o país.

Imagem relacionada
O tráfego em Hyderabad

 O que mais te chocou (ou choca) aqui na India?
No início, a vestimenta muçulmana, porque aqui temos muitas muçulmanas e muitas delas usam o niqab e, aquilo me chocou no início, sim. Outras coisas que me chocam até hoje: os arrotos em público, a situação da mulher, a segregação social….tudo isso ainda me choca.

Imagem relacionada
Duas muçulmanas usando abaya e niqab em Hyderabad.

O que voce mais gosta na Índia?
Tirando o conservadorismo exagerado, eu gosto da vida regrada que os jovens tem aqui, os laços familiares e o respeito deles com os mais velhos. Gosto muito de estar em um país tão rico em história, já que eu gosto muito de história. E, também gosto do jeito prestativo dos indianos, sempre prontos a ajudar.

Resultado de imagem para golconda fort
O belo Golconda Fort

Do que voce mais sente falta do Brasil?
Primeiro, claro, da familia. Depois, da comida. Mas, quer saber do que sinto falta mesmo? Pode soar meio bobo, mas sinto falta de abraço e beijinho. Aqui na Índia não tem muito toque e, é algo que eu sinto falta, confesso.

Você tem uma filhinha de 3 anos, que nasceu aqui na Índia. Como foi sua gravidez aqui e como é o desafio de criar uma filha em um país tão machista?
A gravidez foi tranquila. Fiz o pré-natal bem tranquilo. A única diferença foi não terem feito o teste do pezinho, que achei estranho.** O único choque durante a gravidez, foi uma vizinha ter vindo me desejar que eu desse luz a um menino.
Ser mãe na Índia, é estar sempre alerta, pois estamos em um país muito machista. Mas, basicamente, eu quero ensinar a minha filha que ela deve ser independente e não depender de homem nenhum. Também, quero que ela veja que o casamento nao é a única opcao da vida de uma mulher, como muitas das mulheres pensam aqui na Índia. Quero que ela tenha escolhas e livre arbítrio. Eu hoje estudo e trabalho, principalmente para mostrar a minha filha que a vida continua depois que a mulher se casa ou tem filhos.
**O teste do pezinho aqui é chamado de Screening Test e em algumas clínicas, é opcional, já que custa mais caro e muitas vezes não é incluído no pacote do parto+ internação.

Falando em trabalho….Você trabalha em uma empresa indiana como tradutora. Quais as principais diferenças do ambiente de trabalho indiano e o brasileiro?
A hierarquia, que é muito forte aqui e é algo que me incomoda. Os chefes ou managers sao inquestionáveis e são tratados de “sir” ou “mam” (madam) todo o tempo, e o que eles falam, é praticamente, uma lei para os funcionários.

Imagem relacionada

Você pensa em viver na Índia para sempre ou pensa em voltar ao Brasil?
Olha, eu gosto daqui. Meu marido é daqui, minha filha nasceu aqui…então a Índia tem um lugar especial na minha vida. Mas, eu procuro por melhores oportunidades de trabalho dentro da minha área ou até mesmo uma melhor qualidade de vida no futuro. Mas, também nao sei se eu voltaria ao Brasil. Pelo menos, não tão cedo. Talvez eu tentasse algo no futuro em outro pais, talvez nos EUA.

   Qual a mensagem você daria para quem esta pensando em se mudar de mala e cuia para cá?
Olha, se for por causa de homem indiano, procure se informar muito sobre o cara, sobre o país, a religiao dele e a cultura. Veja se é mesmo necessario que você venha e se ele não pode ir mesmo morar no Brasil.  Mas, o mais importante é dar tempo ao tempo e não agir por impulso.

Agradecemos a Pamela por disponibilizar seu tempo e boa vontade para nos conceder esta entrevista, apesar do seu dia-a-dia corrido, entre o escritório e o papel de mãe. E, desejamos a ela e sua família na Índia, muita prosperidade e alegrias!

Espero que tenham gostado da entrevista com a Pamela. Se você é um brasileiro perdido pela Índia e quer deixar o mundo saber sua estória, não deixe de nos escrever:

juinjapansince2007@gmail.com

Mas, se você está em Bangalore, me manda uma mensagem que eu vou pessoalmente aí entrevistar você!

Um abraço e até a próxima!

por Banjara

Anúncios

8 comentários

  1. Oh Thaynara, tudo bom?

    Eu conheci meu marido no “falecido” Orkut. Qt ao casamento, nos casamos apenas no civil, simples e rápido rs, porém registramos nosso casamento no Brasil tbm, através da Embaixada em Délhi. E não…não me converti ao Hinduísmo e no que diz respeito a religião, somos bem parecidos, pois não temos muito apego a mesma.

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi, Pamela! Obrigada por ter respondido a Thaynara. Thaynara, so um parenteses: O Hinduismo nao acredita na conversao. Eles acreditam que voce nasce hindu se teu pai eh hindu. A pessoa pode seguir o hinduismo, se gostar, mas nao se converter. Um abraco!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s