Contos da Índia – Juntos na eternidade

Olá, pessoal!

Não sei se estão lembrados do “Contos da Índia – Namoro problema“, onde lhes contei a estória de Swati e Nikhil, aquele casal apaixonado que estava encontrando enormes barreiras para ficarem juntos.  Se não se lembra do que rolou no último capítulo, vou deixar o link aqui para refrescar sua memória.

https://tabibitosoul.com/2016/10/03/contos-da-india-namoro-problema-parte-final/

Após um tempo separados, por imposição dos pais de Swati, este ano, os dois retomaram o romance com força total, já que perceberam que não tinham como ficar separados. Mas, tudo, claro, às escondidas, porque os pais de Swati são daqueles que não abrem mão de um casamento arranjado, já que todos na família passaram pelo mesmo processo.

Encontrei Swati e Nikhil na minha festa de despedida em Mumbai e, dois meses depois, no casamento do nosso amigo. Passamos 2 dias inesquecíveis e Swati e Nikhil, estavam mais felizes que nunca! Pareciam casados há pelo menos 5 anos, devido a intimidade e cumplicidade dos dois. Durante a viagem até a cidade onde o casamento de nosso amigo seria realizado, sua mãe ligou para ter certeza de que ela estava apenas com as amigas e não com o namorado. Afinal, foi esta a mentira que ela teve que contar para sua mãe para poder ir com ele ao casamento. A mãe, certamente desconfiara, mas não sabia que o motorista que nos conduziu até o casamento, era ninguém mais ninguém menos que o próprio namorado da filha!

Após dois dias de festa, na madrugada de sábado para domingo, peguei meu ônibus para Mumbai e, ali, vira Nikhil pela última vez. De manhã, ele levou a todos em segurança de volta para Mumbai, preocupado com a prova de mestrado que sua amada teria bem na segunda-feira.

A vida voltou ao normal para todos, mas não por muito tempo. Na segunda de manhã, Nikhil sentiu uma forte dor no peito. Estava em casa. Seus pais, preocupados, pegaram o carro e correram até o hospital mais próximo. Porém, era tarde demais. Nikhil, o primogênito, estava morto. Tinha somente 25 anos.

Quando soube da notícia, fiquei chocada. Todos ficaram. Pensei no desespero dos pais, na dor da namorada e, na hora, me veio mais um pensamento: “É agora que os pais dela estão com o passe livre para casá-la com quem bem entenderem.”

Agora, a pergunta que não quer calar: O que será de Swati agora?

Continua no próximo post….

por Banjara

Anúncios

9 comentários em “Contos da Índia – Juntos na eternidade

  1. Puxa vida que final triste. Ele morreu de que. Ju eu te enviei uma pergunta mas tu não me respondeu. Pq as crianças sexo feminino quando são pequenas usam o cabelos curtos igual dos meninos. 💋💋🙏🏻

    Enviado do meu iPhone

    >

    Curtir

  2. Oi Ju, que história de amor emocionante e de final muito triste! Eu sabia sobre a morte do teu amigo, vc já tinha contado, mas não sabia que o caso deles fazia parte dos Contos da Índia que você nos presenteia sempre. Fico pensando na dor desta moça, no futuro que a aguarda. Mas imagino que agora, para ela, tanto faz quem os pais dela arrumarem, ela não deve se importar mais, pois o grande amor da vida dela já aconteceu e se foi…
    Beijos

    Curtir

  3. Que história comovente JÚ!
    Não tem como ler e não se desmanchar em lágrimas. Pobre moça , que DEUS tenha misericórdia dela , que consiga superar essa situação . Orando por ela.

    Curtir

  4. Meu Deus, estou em choque…completamente passada Juliana.
    Como assim???
    E agora???
    Fiquei realmente triste com esse relato, que trágico.
    Aguardando mais notícias.
    Bjs Juh.

    Curtir

  5. Que estória triste! Vi seu vídeo no Youtube sobre o atendimento médico e odontológico na Índia e fiquei pensando sobre os avanços que o país conseguiu, enquanto nós aqui vamos de mal a pior. Entretanto, a Índia evolui a passos muito lentos em relação a essas tradições que oprimem a individualidade das pessoas e causam tanto sofrimento, quando a liberdade de expressão e de escolha são tão simples. Esse povo daí, em nome da tradição, desrespeita e desconsidera sentimentos . Então, apesar das nossas dificuldades aqui, sejamoss gratos à nossa liberdade de escolha e o respeito pelass nossas questões individuais. Costumo dizer que quem não paga minhas contas e não derrama minhas lágrimas não tem o mínimo direito de intrometer-se na minha vida. Acho que não poderia viver nesse tipo de sociedade.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Rosana! Sim…acho que estes dois paradoxos retratam bem a India. Modernissima de um lado, lancando ate satelite no espaco e, retrograda e primitiva de outro, onde os individuos nao podem nem escolher o que querem fazer da vida.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s