Contos da Índia – Mamãe quer que eu case

Um dos meus colegas de trabalho, de 23 anos, recém-chegado de um intercâmbio em um afluente país da Ásia, estava com cara de preocupado e conversando com sua conterrânea na língua local (marathi), a qual não entendo, mas por apenas uma palavra, entendi do que se tratava: casamento.

Saí para fazer um atendimento e, quando voltei, eles estavam sentados de frente para o computador, em um dos famosos sites para arranjar um par.

marathishaadi.com: Marathi Matrimonial - Marriage - Marathi Matrimony - MarathiShaadi.com Marathi Matrimonial - Marriage - Marathi Matrimony. Add your Matrimonials Profile Now! and Contact Partners for FREE! only on MarathiShaadi.com.

 

Achei aquilo muito interessante, sobretudo o fato de que isto se tornara mais importante que o trabalho dos dois. Então, me fingi de boba e perguntei o que estavam fazendo.

Minha colega respondeu que ele estava procurando uma futura noiva. – “Mas, já?Voce acabou de voltar do exterior e entrou aqui na empresa tem menos de 2 meses. Ainda está no período experimental e…já vai casar?”– perguntei.

Meu colega, virou para mim e disse: – Pois é…minha mãe agora começou com esta estória de que quer que eu case até o ano que vem.

– “Mas, e sua namorada taiwanesa?”

Durante os dois anos que passou no exterior, meu colega namorou uma colega de Taiwan e, os dois, mantém contato até hoje. Outro dia mesmo, ela ligou para ele e ele estava lá no escritório, trabalhando.

Fiquei preocupada com o destino da taiwanesa. Ele continuou:

Vai ser muito difícil para ela morar e se adaptar à cultura daqui.

 Ué…então, se você gosta dela, porque você não vai para Taiwan?

Ele pareceu ofendido com meu comentário e disse:

Onde já se viu o homem ir para o país da mulher? A mulher é que vem pro país do homem!

Além de mim, minhas colegas indianas de trabalho também ficaram ofendidas:

Ei..que estória é essa? O homem pode muito bem se mudar pro país da moça. Qual o problema?- disse uma delas, indignada.

Mas, conhecendo este lado machista dele, logo percebi que a taiwanesa estava é se livrando de um futuro não muito promissor. Caso casasse com ele, ela teria que morar com a família dele, que vive no interior de Maharashtra. E, tirando Mumbai e Pune,  o resto do estado de Maharashtra é ainda bastante…como diríamos….selvagem.

Rajagopal Devara , Secretary , Tribal Development Department , Maharashtra State , INDIA Tribes of Maharashtra

Ao perceber que a taiwanesa já tinha rodado na estória, mudei de assunto e fiquei até aliviada por ela. Meu colega continuou sua busca pelo site. Muito curiosa e ávida para pegar algumas informações para compartilhar os leitores do blog, perguntei que site era aquele.

Minha colega me disse um nome que não lembro, mas que era o mesmo formato de outros tipo shaadi.com, só que aquele era apenas para marathis (naturais de Maharashtra). Como todo bom indiano, claro, ele estava procurando uma noiva da mesma casta. Apesar de parecer estranho para os estrangeiros, para eles, tudo parece muito natural e bem resolvido. É aquela estória de “pra que apostar no novo se o velho está funcionando”?

Marathishaadi screenshot

Ainda movida pela minha curiosidade, mas aproveitando o fato de ser estrangeira, ainda perguntei: – Ahn…então ela precisa ser da sua casta? Não pode ser de casta diferente?

Por mim, tanto faz, mas minha mãe prefere da mesma casta, para evitar problemas no futuro, como costumes diferentes e tal.

Ahn…entendi. – disse eu, meio decepcionada. Tudo sempre tem que ir de acordo com a cartilha das sogras. Como odeio isso! – pensei comigo mesma.

A busca pela noiva já segue mais de um mês. Algumas candidatas já foram selecionadas. Sim, candidatas, porque parece uma grande entrevista de emprego. Mas, nada foi decidido ainda. Neste interim, parece ter nascido um “clima” entre este meu colega e sua conterrânea. Eu e minha outra colega indiana já percebemos o interesse mútuo. Mas, se alguma coisa vai rolar, só Deus sabe, porque apesar de ser da mesma casta, ela mora em Mumbai, está fazendo mestrado e pensa em ir estudar no Japão no ano que vem. Aliás, ela já apareceu aqui no nosso blog, em um dos Contos da Índia. (lembram de Nikhil e Swati?)

– E a taiwanesa? – nosso leitor deve estar se perguntando. Outro dia, eu perguntei de novo sobre ela.Ele me disse que já tinha conversado com ela e ela entendeu que o relacionamento deles não tem futuro. Sendo assim, decidiram ficar apenas como amigos e continuam se falando.

Há muitos casos assim. Muitas brasileiras já passaram por isso. Já recebi diversos e-mails relatando casos como este. Apesar de haver muita empatia entre a brasileira e o indiano, em 90% dos casos, ele acaba cedendo às vontades da família (família =mãe) e casa-se com alguém da preferência deles.

Esta estória ainda vai dar muito pano para manga, ou melhor, muitos posts futuros, mas antes disso, gostaria de chamar a atenção para alguns aspectos da sociedade indiana e da forma de pensar de muitos deles.

Resultado de imagem para marathi wedding

1. O protagonista de nossa estória só tem 23 anos. Nem todos os indianos casam-se cedo assim, mas muitas famílias acham que desde o momento que ele arranjou um emprego, ele já está pronto para assumir as responsabilidades de uma família.

2. Ele acabou de entrar em uma empresa e é seu primeiro emprego depois de terminar a faculdade. Ainda está no período experimental. Porém, para sua família, que vem do interior e de uma região pobre, só o fato de ele ter conseguido entrar em uma empresa japonesa, já é o suficiente para eles acharem que seu filho terá um futuro promissor. E, justamente por isso, já pode casar.

3. A seleção de uma noiva indiana, geralmente é baseada em alguns fatores: a primeira impressão, claro, é a aparência da moça. Por isso, todos os sites de casamento exigem foto de seus inscritos. Na maioria das fotos, as moças procuram usar sari ou qualquer outra roupa tradicional indiana, para mostrar que são “recatadas e do lar”.  A mesma regra não se aplica aos rapazes, porém, meu colega decidiu colocar uma foto sua usando um turbante, para mostrar que é de determinada casta.

Resultado de imagem para marathi shaadi.com

4. Outro fator importante na escolha de uma noiva, é, claro, o histórico familiar (leia-se saldo bancário) e se ela sabe fazer tarefas do lar, sobretudo cozinhar, fazer rotis e servir chai.

Resultado de imagem para indian women roti
tradução: “Como é que você vai arranjar um rapaz se teus rotis não saem redondos?”– algo que as mães indianas sempre dizem para suas filhas.

5. Quando o rapaz seleciona as fotos e o currículo da garota e mostra para a família, os homens da família decidem entrar em contato com a família da moça para futuras negociações. Marca-se um encontro e, se ambos os noivos estiverem de acordo, o casamento e tudo mais é marcado.

Enfim…tudo muito diferente do jeito que eu e você aprendemos no Brasil. Ainda lembro minha mãe me dizendo:

– “Juliana, você tem que casar com alguém que você goste muito. Mas, ele deve gostar mais de você do que você dele. “

-“Juliana, o melhor marido é o emprego,porque se o marido te dá um pé na bunda, você tem o emprego.”

Preciso contar estas estórias para minha mãe para ver a reação dela.

E, mais novidades sobre o caso “Mamae quer que eu case“, eu volto a escrever.

Um abraço e até a próxima!

por Banjara

 

 

 

 

 

Anúncios

19 comentários

  1. Isso tudo é interessante e curioso,estou em relação virtual com um indiano de Mumbai ele 30 anos eu 33 anos não sei onde isso vai dar mais tenho aprendido muito com ele sobre a cultura e tudo mais.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ola, Fabi! Se ele eh solteiro, pode ate ser que de em alguma coisa, mas com 30, 33 anos, a maioria aqui ja casou faz tempo. Fique esperta e va conhecendo mais sobre ele e a cultura dele para saber onde esta pisando. Um abraco e boa sorte!

      Curtir

  2. Oi..conheci uma Um indiano de Mumbai nos falamos todos os dias , até que um dia brigamos porque ele dizia que eu não o levava a sério. Daí ele sumiu por 2 meses voltou no dia do meu aniversário, estamos conversando nos tanto bem ele mé trata como namorada, mais são tantas, diferença de cultura ele tem 30 anos eu 33,eu tenho uma filha ele diz que ainda é virgem, que pra mim e doficinas de acreditar, ele não fala de casamento não faz promessas, eu tenho lido muito sobre esse tipo de relacionamento, mais cada vez mais eu fico confusa😟mais me sinto bem como estou com ele.falamos sobre a cultura indiana, só não falamos muito da família dele mais seu que ele mora com os pais que tem uma irmã de 24 anos, que ele é da Casta dose hindus que é engenheiro professor que gosta muito do que faz o trabalho está em primeiro lugar , são tantas dúvidas tantas perguntas .tantas coisas que agente escuta, tem meninas que diz que ele nunca vai me leva a sério por que eu já tenho filha que a família dele não vai aceita, mais sendo que ele nunca falou em casamento e só dizer uma fez que me amava que ser sentia especial ao meu lado, já ia me esquecendo ele já teve uma namorada quando tinha 24 anos mais ela o deixou por outro que tinha uma condição financeira melhor que a dele,vou para um pouco de fala porque senão escrevo um livro rsrs. Espero receber uma resposta sua e que você tenha conseguido me entende bjs Obrigada e parabéns pelo seu trabalho acompanhou seus vídeos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Fabiana! Acho que acabei de responder o teu outro comentario antes desse. Bem, pelo o que li aqui, a estoria do seu indiano parece bem real, ja que o que ele citou, de a ex-namorada ter largado ele por ter uma condicao financeira melhor que a dele, eh algo muito comum por aqui. Aqui as pessoas se casam com gente do mesmo nivel social e da mesma casta. So para constar, hindu eh religiao e, nao casta. Realmente, mulheres divorciadas ou maes solteiras, nao sao bem vistas e nem aceitas na sociedade indiana. Acho que isso nao tem nada a ver, pois cada um tem uma historia de vida, mas eu penso assim porque sou brasileira. Aqui, a banda toca com um ritmo diferente. Um abraco e boa sorte.

      Curtir

  3. Acho super interessante essa história de casamento arranjado, mas ainda tenho uma dúvida, quando a família do rapaz arruma uma noiva pra ele ,se ele não à quiser o que acontece?Ele é obrigado a aceitar?

    Curtido por 1 pessoa

  4. Não sei se fico com pena ou raiva do jovem rapaz:
    – Pena por ter que tomar uma decisão séria sendo tão jovem só para agradar a mamãezinha do kokoro;
    – Ou raiva por ele ter namorado com a taiwanesa só para passar o tempo.
    Mas oq me dá raiva mesmo é quando colega de serviço fica fazendo essas coisas pessoais em pleno expediente e os outros têm que ser virar nos trinta pra dar conta do serviço! Trabalhar que é bom, ninguém quer né…

    Curtido por 1 pessoa

  5. Eita, estou namorando um indiano a mais de um ano, estamos planejando o nosso casamento, é tanta coisa que nem sei, tenho dúvidas! ontem ele me falou que o irmão dele falou para a mãe deles, que seria uma loucura ele fazer casamento com Brasileira, que sou eu, e ele não fazendo filhos…aff! muita palhaçada, mais eu falei pra ele vê se isso mesmo que ele quer, a mãe dele já mandou beijo para mim pelo vídeo, nos falamos todos os dias, demos previsão em 2 anos, porque terei que terminar a minha faculdade, em fim vamos vê, o bom é que, ele gosta de mim eu dele, e tenho contato com os sobrinhos e duas das irmã dele.Abs!

    Curtido por 1 pessoa

  6. Oi Ju! Para nós é um choque cultural. Se fosse aqui, o filho riria na cara da mãe. Pelo menos o meu, sim e creio que os amigos dele também. Outro dia, meu amigo virtual de Mumbai, perguntou se meu filho, que tem 27 anos, não tem namorada e não está pensando em se casar. Deve ter ficado muiro surpreso quamdo eu disse que ele não tem planos de casamento, porque acha melhor ser solteiro e está feliz assim. Já deve ter ficado chocado anteriormente, quando eu disse que aos 25 anos ele resolveu mudar de casa e ir morar com mais dois amigos e depois disso, dividiu a casa com una amiga divorciada, sem que tivessem qualquer vínculo afetivo, além de amizade. Eu disse a ele, que aqui, os jovens decidem seus destinos por eles mesmos e a família pode até aconselhar, se for consultada, mas, nunca interferir. Ele só respondeu: Ok. Deve achar que somos muito exóticos! rsrsrsrs.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Oi Juliana tudo bem ? Me conte, todos os indianos são assim, agem dessa maneira? Nao tem um cristo(indiano) que se salve?
    Me conte um pouco sobre Nova Deli e Japuir. Claro se você puder, ok.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Val! Claro que nem todos sao assim. Tudo depende da criacao, da cabeca da pessoa e, da regiao de onde a ela eh. Mas, a maioria nao prefere arriscar e acaba sempre seguindo os conselhos dos pais. Nova Delhi e Jaipur? Tenho um diario de viagem sobre esta duas cidades aqui no blog. Sao cidades belissimas, com muitos monumentos historicos de tirar o folego. Vale muito a pena conhecer!

      Curtir

  8. Esses sites de casamento sao outro nivel ne… achei diferente o seu colega procurar a noiva, ja que em muitos casos os pais se sentem responsaveis nesse processo. O meu sogro mandava os perfis pro meu marido (antes da gente namorar!) e ate hoje volta e meia tentam procurar para a minha cunhada. Abs!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Martina! Obrigada pelo comentario! Bem, ele ate esta escolhendo algumas mocas, mas no final, acho que a mae dele eh quem vai dar o aval. Minha familia tambem tentou arranjar umas pretendentes pro meu esposo, quando estavamos namorando, mas ele rejeitou todas e ai, nao teve jeito. Um abraco!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s