Especial Japão – Nagoya

Durante minha passagem pelo Brasil em agosto do ano passadoo, ao rever algumas fotos minhas da época do Japão, me inspirei para escrever alguns posts para aqueles que pretendem conhecer aquele que é chamado de “o país do sol nascente.”

kawaii

No total, foram 7 anos de Japão: 6 trabalhando na área de tradução e interpretação (2007-2013) e 1 estudando como bolsista do governo japonês (2000-2001). Neste período, tive a oportunidade de viajar e conhecer diversos locais do país, desde os mais turísticos aos menos populares, mas não menos dignos de um artigo em nosso blog. 

Hoje, nós vamos conhecer um pouco da região de Nagoya, capital da província de Aichi.

nagoya4
As torres da JR, na Estacao de Nagoya.Um dos cartoes postais de Nagoya.

Nagoya é, certamente, a 4a maior cidade do Japão e, se Tóquio te deixa cansado, com certeza, você vai achar Nagoya perfeita. Nagoya tem várias atrações turísticas e históricas, como museus e castelos e ainda oferece uma gama de ótimos shoppings, mercados populares, bares e restaurantes. Tudo que tem em Tóquio, mas em uma escala menor e mais calma. A estação de Nagoya e seus arredores já é uma atração por si só, com tantas lojas de departamentos e com um subterrâneo cheio de lojas e restaurantes.

 

O visitante também pode pegar o metrô ou trem ali mesmo na estação de Nagoya (também conhecida como Meieki) e ir até o bairro de Sakae, onde se encontra o Aichi Performing Arts Center, sempre oferecendo excelentes espetáculos, exposições e workshops.

Aichicenter

Lá mesmo, há o Oasis 21, um hub para que curte compras e boa gastronomia, abarrotado de gente nos fins de semana. E, tambem conta com uma pista de patinacao!! Outro ícone daquela regiao é o Central Park, onde fica uma famosa torre de tv.

Ali próximo, voce também encontra varios restaurantes de culinária estrangeira, incluindo um restaurante brasileiro cujo nome do gerente é (era até 2013) o Sr. Didi, que sempre recebe a todos com muita alegria.

Outra estação que eu costumava frequentar bastante era a de Kanayama, por também ter trens para a maior parte da província de Aichi e por ter diversas lojas e bons restaurantes.

P022113930_238

Para os amantes de história e cultura como eu, a passagem por locais como o Castelo de Nagoya (Nagoya jyou) e pelo Atsuta Jingu sao obrigatórias.

nagoya3

O castelo de Nagoya foi construido por um dos nomes mais famosos daquela região e da história  japonesa: Tokugawa Ieyasu. Apesar o castelo ter sido destruído durante a 2a guerra mundial, ele foi reconstruído em 1959 e continua imponente. O castelo também conta com um interessante museu, um belo jardim cuja beleza se acentua durante a primavera, quando surgem as flores de cerejeira e neste último, uma casa de chá.

Dica: Não deixe de reparar no ícone de Nagoya, os shachi-hoko, uma espécie de criatura marinha, protetora do castelo e que se encontra no topo do mesmo.

shachihoko

Para chegar lá, desça na estação Shiyakusho (prefeitura) da linha Meijo. Você notará que nos metrôs e trens de Nagoya há anúncios em diversos idiomas, incluindo o nosso bom e velho português!!

Atsuta Jingu

atsuta

Sem dúvidas, o templo mais famoso de Nagoya onde se encontra a Kusanagi no tsurugi, uma das dádivas que teriam sido dadas à família real pela deusa Amaterasu, como reza a lenda. Infelizmente, esta famosa “dádiva” não pode ser vista por relis mortais como nós, mas apenas pela realeza e alguns poucos monges. Para chegar lá , a melhor estação é a Jingumae (Linha Nagoya Honsen).

Museu Tokugawa

tokugawa

Este museu vale a pena ser visitado pelos amantes de história japonesa, pois conta com mais de 10.000 peças, incluindo algumas cerâmicas que pertenceram a família Tokugawa.

O acesso mais facil é de ônibus, descendo no ponto de Shindeki.

Museu Noritake (Noritake no Mori)

noritake

Muita gente não sabe, mas Noritake é o maior fabricante de porcelanas e se você curte este tipo de arte, este museu é imperdível!! As peças são lindas e além de poder comprar diversos objetos de porcelana, você também pode almoçar no belo e delicioso restaurante do museu.


A estação mais próxima é Kamejima, mas eu fui andando desde a estação de Nagoya. A caminhada leva de 15 a 20 minutos, mas vale muito a pena!

Outras atrações:

Se voce viaja com a criançada, pode levá-las ao Aquário de Nagoya (Nagoya Suizokukan), próximo ao porto de Nagoya ou ao dar uma passada pelo planetário. Já fui aos dois e, apesar de não fazer muito o meu estilo, é um roteiro que faz muito sucesso entre a criançada, principalmente a japonesa.

Se o principal objetivo de sua ida à Nagoya é fazer compras ( lá o povo é doido por lojas de grife e chega a ser chamado de brega pelos outros conterrâneos), deve tirar uns dois dias para Nagoya. Sakae, Kamimaezu, Estação de Nagoya.…a lista é longa, mas aconselho tirar um dia para as compras e outro para conhecer as atrações turísticas. Deixo com voces o video deste simpatico brasileiro que mora no Japao ha alguns anos e faz videos muito legais.

Você pode chegar em Nagoya de trem normal, trem bala (shinkansen) ou avião. Porém, o aeroporto internacional de Nagoya fica bem afastado da cidade. Mas, há uma linha de trem expressa que te deixa em Kanayama ou na própria estação de Nagoya.

Espero que tenham gostado das dicas! No proximo post, você vai conhecer outros locais para visitar cujo ponto de partida é Nagoya.

Um abraco

…………………………………………………………………………………..

 

Anúncios

8 comentários sobre “Especial Japão – Nagoya

  1. Acredita que apesar de ter morado no Japão por 5 anos, nunca fui em Nagoya? Ou melhor, só passei lá dentro do Shinkansen, nunca desci na estação de Nagoya. Acho que mais por preconceito de colegas que vieram de lá e sempre diziam que Nagoya é inaka, não tem nada de interessante pra ver/ fazer, etc. Quanto ao lance do povo de Nagoya ser brega, bem… é isso mesmo, já ouvi muito isso! Aliás tanto o pessoal de Nagoya como Osaka tem reputação de ser meio “exagerados” no quesito moda/maquiagem (não sei se é verdade maaas é o que dizem).

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Fabi!! Pois eh..para quem mora em Toquio, Nagoya eh realmente um “inaka” mesmo, mas eu pessoalmente, prefiro Nagoya, porque nao eh tao congestionado como Toquio e voce nao precisa “correr” tanto.Mas, minhas prediletas continuam sempre sendo Osaka e Kyoto. Se eu pudesse escolher uma cidade no Japao para passar o resto dos meus dias, seria Kyoto, com certeza. Mas…voce nao perdeu nada nao indo a Nagoya, viu??Hahahaa…Beijos

      Curtir

  2. kkkkk me rachei com o objeto fálico gigante! Eu sou paulista e vim a pouco tempo morar em uma cidadezinha do interior do Ceará e aqui eles tem um festival que me deixou de boca aberta, no qual as mulheres também saem as cotovelas para passarem as mãos e o fiofo para arrumarem marido, é no pau de Santo Antonio, é uma tora de madeira imensa, e um bando de homens no geral embriagados, carregando a tora e mulheres enfurecidas correndo atrás querendo esfregar a bacurinha nele kkkk. Quando eu soube do negocio me lembrei do quadro do programa do Faustão de olimPíadas, passava as olimPíadas japonesas, onde um monte de japoneses sentava em uma tora de madeira e desciam barranco abaixo kkkkk. Cultura e tradição é um negocio muito estranho, é cada coisa que se vê kkkk. Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oie…, gostei muito deste post. Me remeteu as grandes lembranças dos meus primeiros anos de Japão.
    Você esteve mesmo em Meiji Mura? Eu fui lá. Gostei muito.
    E sabia que lá, tem uma casa, originalmente construída por colonos japoneses na cidade de Registro-SP, que foi adquirida pelo Governo japonês e transportada especialmente para esse museu?
    Bem, isso de fato aconteceu, pois a cidade de Registro é considerada a primeira colônia japonesa no Brasil.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s