FGM (Female Genital Mutilation) – Conheça mais sobre o assunto

fgm“Tenho 60 anos de idade agora, mas ainda me lembro aquele fatídico dia para o resto da minha vida. Eu devia ter cerca de 7 anos de idade quando minha mãe me dissera que iríamos até a casa de minha avó para passar o dia lá com ela. Chegando lá, estava minha prima (filha da irmã da minha mãe ) que era 1 ano mais nova que eu. Eu estava feliz em encontrá-lá. Então, nos levaram para um pequeno quarto no qual havia uma cama e nos disseram para deitar lá. Nos ficávamos perguntando o porquê daquilo. De repente, uma senhora vestida em negro entrou no quarto. A esta hora, eu e minha prima ja estávamos com medo, sem saber o que estava por vir. Elas Elas puxaram nossos vestidos para cima, baixaram nossas calcinhas e mandaram-nos deixar as pernas abertas. Minha mãe e minhas tias estavam segurando nossas pernas e eu senti algo gelado sendo aplicado no meu clitóris. E, para horror meu, a senhora de negro tinha uma espécie de tesoura nas mãos e me cortou bem lá. Eu gritei, gritei, mas ninguém pareceu se importar.  Então, fizeram o mesmo para minha prima que estava bem do meu lado, na mesma cama.”

Encontrei esta mensagem em uma página da internet sobre MGF (Mutilação genital feminina) ou FGM (female genital mutilation) e, o que mais me impressionou foi o fato de isto ter acontecido aqui na Índia. Até então, eu sabia que esta prática era muito comum na África e em alguns países da Ásia, como na Indonésia, por exemplo. Nós já até tratamos deste assunto aqui no blog há uns 2 anos.

https://tabibitosoul.com/2013/05/11/porque-a-menininha-esta-chorando-resposta/

Sobre este problema na Índia, descobri que é amplamente praticada pela comunidade Dawoodi Bohra, um grupo muçulmano xiita.E esta comunidade é bastante grande aqui em Mumbai e em Gujarat, por falar nisso. O motivo para a mutilação, é o mesmo alegado pelas outras tribos pelo mundo afora que seguem esta abominável prática: honra da família, aumento do prazer sexual para o homem, chances de um bom casamento, etc. E, muitas vezes, por mera tradição, sem nem sequer saber explicar o motivo. Ou, por uma errônea interpretação de um versículo do Quran e seus livros de apoio.

fgm2

Não precisamos nem dizer que a mulher de preto, descrita no depoimento acima, é uma pessoa sem nenhuma educação formal muito menos conhecimento médico. Aprendem as ” técnicas” com suas mães e avós e fazem, claro, na maioria dos casos, por dinheiro.

Em 2011, uma petição ocorreu através da internet para pressionar a comunidade Bohra a abolir esta prática. E, o protesto veio de dentro da própria comunidade.

E, é exatamente toda a problemática da mutilação genital femina que é abordada neste vídeo que trago hoje, para vocês. O vídeo fala das diversas comunidades rurais do Irã que ainda não aboliram está prática e também mostra a opinião de vários líderes religiosos sobre o assunto. Excelente documentário!

O vídeo tem legendas em inglês, mas dá para entender bem o que está se passando.

Deixo também, de brinde, o ótimo vídeo da Andreia Simões do Conexão Oriente, onde ela aborda muito bem o tema.

Anúncios

6 comentários

  1. Nossa é muito triste! Ju vc já viu o filme que conta a vida de uma modelo que sofreu mutilação? Muito forte! :(. Ah tenho uma duvida: o que significa a forma que os indianos mexem a cabeça ao dizer sim não kkk? Obrigada 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi, Natalia!!!Nao, ainda nao vi esse filme. Voce sabe o nome? Mas deve ser facil de achar na net, ne? Ah! O sinal que os indianos fazem com a cabeca tem varios significados. Acho que eu deveria fazer uma tag com isso! Se eles mexem a cabeca uma vez para o lado direito, signifca “sim”. Quando chacoalham a cabeca varias vezes enquanto voce esta falando com eles, significa que estao ouvindo e entendendo o que voce esta dizendo. E por ai vai!!!Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s