Brasil ou Índia?- Eis a questão -Parte 2 final

Olá , pessoal! Tudo bem?

No post anterior, comentamos sobre os itens que devem ser considerados pelos casais inter-culturais (indo-brasileiros e outros) ao decidirem o local onde vão viver. Demos como exemplo a Índia e os aspectos que vocês devem ter em mente antes de tomar a grande decisão.

Hoje, vamos falar sobre o trajeto inverso: E quando o casal resolve ir morar no Brasil? Será que é mais fácil? Será que a vida será melhor?

20141006_130320

Desta vez, vou também dar o exemplo dos indianos, por sere o povo mais próximo de meu convívio  hoje em dia, mas você pode trocar a palavra indiano e substituir por árabe, turco, paquistanês, ok? Vai servir para quase todos os casos.

Antes de mais nada, faço  questão de comentar que os indianos têm em sua mente a seguinte fórmula: morar no exterior= muita grana. Claro que há muitos que não pensam assim, mas até mesmo gente estudada e com MBA, Phd  e tudo mais que tem direito, pensa assim. E, tem gente que por um passaporte como o brasileiro, faz qualquer coisa. Não importa se a mulher é baranga ou tem a idade da mãe dele. Na cabeça dele, isso tudo não importa, mas sim, o que está relação  pode oferecer a ele. Há casos de indianos e brasileiras com grande diferença de idade e que está  dando certo? Com certeza!Eu conheço, pelo menos uns 3 casos, mas ele todos vivem no Brasil. A diferença de idade ainda conta muuuito aqui na Índia e as famílias indianas não vêm com bons olhos uma relação assim.
Sinto muito pela notícia.

 

Mas, direto  ao ponto : Itens a serem considerados para quem escolhe o Brasil como destino.

 

  1. É  a sua zona de conforto, mas não é a dele.20140925_145013

Para muitas mulheres isto é um ponto a favor, já que ela se sente mais segura em seu país e com sua família por perto. Caso qualquer coisa aconteça , ela tem sempre a  recorrer. Você conhece todas as regras do local e da sociedade. E, não terá que se adaptar a cultura local, mas somente se ajustar às diferenças  culturais que podem surgir no dia-a-dia. Eu indico esta opção  para aquelas mulheres que não são viajadas e que pouco conhecem sobre a Ásia. Ponto negativo:  justamente por estar na sua zona de conforto, talvez você não entenda muitas das indagações  dele ou choques culturais e vai ter que ser muuuuito compreensiva e paciente.

 

  1. O idioma
    20140929_134318

Não tem como deixar este item de fora. O idioma é  uma parte importantíssima  no relacionamento, ainda mais porque dificilmente você  encontrará  um indiano que fale português . Caso encontre, ótimo, mas não  é a maioria. E, como sabemos, poucas pessoas falam inglês  em nosso país. Portanto, mais uma vez vai entrar em jogo a sua paciência e boa-vontade em ser a intérprete dele, praticamente todas as ocasiões, até que ele já possa se virar no nosso idioma. É  muito chato estar em um grupo onde não se entende o que está sendo conversado e isso gera um stress enorme, para quem não  sabe. Portanto, muita atenção  a este quesito!!! E, lembre-se que um idioma não  é aprendido da noite para o dia. E, cada um tem seu próprio  ritmo.

 

  1. A segurança
    20141018_124257

Talvez você  tenha medo de vir à  Índia  porque acha que será  estuprada na primeira esquina. Mas, saiba que a probabilidade de você  ser roubada e assaltada no Brasil é  infinitamente maior. Lamento informar. A Índia é um país seguro sim, em muitos aspectos, apesar de a mídia internacional fazer questão de nos mostrar o contrário.
Já pensou se seu amado é  assaltado e colocam um revólver na cabeça dele? Se nós  brasileiros, que ouvimos este tipo de notícia  diariamente, já ficamos traumatizados, imagina agora o nível de stress e medo que o seu amado não irá passar! Além disso, desde criança , nos sempre aprendemos e fomos adestrados a não reagir aos assaltos para poder salvar nossa própria  vida. Mas, isso vale para quem nasceu e foi criado no Brasil. Imagine agora o seu indiano, metido a machão  e valente (eles são assim por natureza) sendo abordado por assaltantes e reagindo? Já deu para imaginar como acaba isso, né ?

Portanto, considere este quesito também, por favor. E, sempre o alerte sobre o que pode acontece e o que fazer caso algo assim aconteça.

 

  1. O custo de vida
    Já falei várias vezes aqui no blog, mas o custo de vida no Brasil é, pelo menos, 3 vezes mais alto que na Índia. Com 3000 reais você vive como um rei na Índia  (até com bem menos), mas isso já não acontece no nosso país, infelizmente e , seu amado precisa saber disso. Não o iluda, deixando ele achar que é só chegar no Brasil que ele vai ficar rico, como muitos deles pensam. Ainda mais porque dificilmente ele conseguirá  um emprego de cara. Este é o próximo item do post.
  1. Emprego
    linguafranca2

Dependendo da sua profissão (advogada, por exemplo), realmente é melhor que você esteja no Brasil para poder exerce-la. Claro que você pode exercer no exterior, mas isso vai requerer muitas horas de estudo e um inglês fluente. Caso você seja formada e saiba inglês bem, as suas chances de conseguir um emprego na Índia são grandes, ainda mais tendo a língua portuguesa como língua materna. Porém , isso já não  acontece no caso dele. Se o seu amado foi transferido para o Brasil ou algo do tipo, ótimo!Mas, esta é  uma pequena exceção dentre os casais que optaram por viver em nosso país. Talvez seu indiano seja formado e com MBA, Master Degree, Phd , etc. Nada disso vai adiantar muito quando ele chegar aí no Brasil, porque ele terá que ter o diploma dele reconhecido, um processo o qual é caro, exaustivo e demasiadamente longo. E, ainda preciso te alertar que tem muito indiano que adora dizer que tem MBA ou master degree, mas muitos deles COMPRARAM estes diplomas! Se ele falar que fez o curso na Rússia , Lituânia  ou quaquer país onde quase ninguém pensa em ir, pode desconfiar! Vale a pena também  lembrar que 90% dos indianos formados (ou dizem ser) sao de engenharia. Mas, a maioria deles acaba desempregado em seu próprio país. E, quando este mesmo indiano chega no Brasil, mesmo que o diploma dele não seja comprado, ele vai  bater de frente com a maior barreira de todas: o idioma. Quase ninguém  vai querer dar trabalho a um cara que não  entende nem um “ ai “  em português.

Agora, imagine a auto-estima dele como não  ficará! Como a maioria das mulherés brasileiras, que não fogem à luta e encaram o batente, pode ser normal a idéia de ser a provedora, pelo menos até o seu amado encontrar algo. Talvez você não se importe, como eu não me importo, mas eles se importam e não é pouco!

Uma pequena estória : Quando nos mudamos para Mumbai, meu esposo veio por minha causa (eu havia conseguido um emprego aqui) e pediu as  contas do trabalho dele em Uttar Pradesh. Mas, aqui em Mumbai, ele demorou 4 meses para arranjar um emprego! Eu ganhava bem na época e não  tivemos nenhuma dificuldade financeira, mas, quem disse que estávamos bem? Não  havia um dia sequer que não  discutíssemos , porque ele estava sob um stress tremendo, com o orgulho de macho provedor ferido por não estar podendo nem pagar as contas. Ele me ajudava em casa, cozinhava algo, mas eu via que aquilo ali realmente estava matando-o. Graças a Deus, ele arranjou um emprego e aí, a paz voltou a reinar. Porque estou de contando isso? Porque este exemplo que dei se passou aqui na Índia, terra dele. Agora imagine só  se fosse no Brasil ?

Quando namorávamos,  ele dizia que limparia  até banheiro se fosse preciso caso a gente fosse para o Brasil se  ele não  arranjasse um emprego logo. Mas, quando estamos apaixonados, não medimos  as consequências  do que falamos. Hoje, ele tem certeza e já admitiu que isto não seria possível. Talvez seu amado também diga a mesma coisa, de que vira até lixeiro no Brasil, mas…pense bem. Sejamos realistas.

Portanto, há muito mais oportunidades de você se dar bem na Índia professionalmente falando, do que ele no Brasil. Verdade seja dita.

 

6. Choque cultural

Uma grávida de biquini na praia: cena impensável para a maioria dos países asiáticos.
Uma grávida de biquini na praia: cena impensável para a maioria dos países asiáticos.

A gente sempre tem a tendência  de achar que o nosso país e cultura são sempre os melhores e os mais corretos. Tudo bem que é o nosso parâmetro  para julgar as coisas, mas não  significa  que é  o mais certo. Muitos brasileiros tambem compartilham da seguinte filosofia: – Qual estrangeiro não gosta do Brasil ?Eles ficam loucos ao chegar aqui!. Estou citando uma das frases muito usadas pela minha família e por outros conhecidos brasileiros.Mas, será  que é bem assim?Nao , não é. E você , mulher estudada, culta e bem informada, sabe disso.

Vamos a alguns exemplos dos possíveis  choques culturais que seu amado, habibi, jaan, pode sofrer em terra brasilis.

Talvez você ache super normal uma mulher de biquíni na praia pegando sol de fio de dental ou topless. Mesmo que você não o faça , você acha normal. Agora, imagine o que o cara de um país onde todo mundo vai de saree, niqab, camisa e calça social para a praia, não vai pensar quando for na praia brasileira pela primeira vez? Talvez ele não ligue que outras mulheres usem este tipo de roupa patrão ir à  praia, mas será que ele aceitaria que sua esposa usasse os mesmos trajes? Pense bem.E, não é porque  ele  é mal, machista e dominador. Mas sim, porque este não é  o ambiente no qual ele foi criado. E caso venha de um país  onde a religião dita as regras de comportamento, como um país  muçulmano  por exemplo, dificilmente ele vai achar aquilo tudo ali legal. Pode ser que ache lindas as mulheres de biquíni. Quem não acha, né ? Mas, na mente deste homem, a seguinte fórmula vai surgir: mulher de biquíni= puta+sexo fácil= diversão.

Amizades e beijinhos nos com o sexo oposto? Teremos problemas. Claro que nem todos os indianos são assim. Mas a maioria é. Ele pode fingir na sua frente dos outros amigos brasileiros que acha legal ser descolado e ocidental, mas não é bem assim que a banda toca. Quando eles forem embora, ele vai te acusar de varias coisas, inclusive, de estar dando mole para os caras. Não importa se o indiano é do interior ou da cidade grande, mas aqui, uma mulher casada não tem amizade com outros homens, não sai para tomar choppinho, não, não não.
Das duas uma: Ou seu indiano vai achar o máximo tanta liberdade a qual ele nunca experimentou na vida e se sentir super bem, livre e solto, ou …. ele vai achar que está na versão moderna de Sodoma e Gomorra e você vai ter que ouvir!E muuuuuito !!!E olha que estamos na terra do Kama Sutra, hein!!!

This picture postcard was distributed by the private Indian Health Organisation (IHO) at a four-day ..

Enfim….falei tudo isso só para mostrar o outro lado da moeda e para dizer que para entrar em um relacionamento destes, tem que ter uma boa estrutura psicológica e muito poder de adaptação. De ambas as partes, é  claro, mas infelizmente, mais sua, pois eles são extremamente teimosos e sempre querem estar com a razão em toda e qualquer situação! Mas, você, mulher sábia e moderna, vai aprender como lidar com esta peça rara  e amada que vai fazer parte da sua vida. E, esperamos que….para todo o sempre. Amém.

 coupl-620x330

Um abraço  e até a próxima!!

por Banjara Soul

Anúncios

8 comentários sobre “Brasil ou Índia?- Eis a questão -Parte 2 final

  1. oi,tudo bem,conheço um índiano lindo e maravilhoso e amavel desde 2012 e ele vem sempre me pedindo em casamento e eu sempre com um pé atraz,sou viuva desde 2009 e o conheci no orkut me pediu amizade e se apaixonou por mim,resolvi aceitar seu pedido de namoro em julho desse ano e ele vem em Dezembro pro Brasil me ver e quer se casar comigo,diz ele que mora aqui comigo mas penso que vou destrui sua vida pq aqui será dificil demais pra ele, mesmo falando um pouco de português,não quero tirar ele de sua vida na índia que estar bem estruturada,não acho justo,penso em ir embora com ele mas penso muito em meu filho de 9 anos de idade que é especial,paralisado cerebral,muito esperto mas saude aqui é boa e na índia não sei como será mesmo eu sendo auxiliar de enfermagem.Estou confusa e não sei o que faço,mas amo aquele índiano.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Suely!Tudo bom? Olha, a sua situacao eh bem delicada, mas eu acho que se o seu indiano fala um pouco de portugues, ele deve se mudar para o Brasil, sim. Afinal, eh muito mais facil ele se acostumar ao Brasil do que voce se acostumar a India. E, se ele fala um pouco de portugues, ele pode arranjar algum trabalho ai no Brasil. E, estou dizendo isso, nao pensando no indiano, mas pensando no seu filho. Tem hospitais e medicos excelentes aqui na India, melhores do que no Brasil, com certeza, mas tudo depende da condicao financeira da pessoa, pois aqui a saude publica eh precaria e para arcar com as despesas de um hospital particular e tratamentos, eh preciso ter dinheiro. Ficarei aqui na torcida para que voce tome a melhor decisao para seu filho.Afinal, ele deve ser a prioridade e, nao o indiano. Um abraco.

      Curtir

  2. oooi Juliana! Tenho uma curiosidade, como vc e seu marido se conheceram? É verdade que os indianos são bem tímidos na hora da conquista? Quem se apaixonou primeiro? Bjs e adorooo muito o seu blog.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Angelica!!!Obrigada pelo comentario. Como a maioria dos casais indo-brasileiros, nos conhecemos pela internet, em 2012. Eu acho que em materia de conquista, o homem ocidental tem e muuuuito o que aprender com indianos, turcos, paquistaneses, arabes….Eles sao os reis da conquista e estou para ver uma mulher que nao caia na conversa deles!Kakakakaa… Respondendo a sua pergunta: Acho que de timidos os indianos nao tem nada, ainda mais na hora da conquista!E, se ele estiver mesmo a fim, vai fazer de tudo para ficar ao lado da amada, incluindo ficar contra a tao temida familia indiana. Quem se apaixonou primeiro? Acho que foi ele, porque eu tinha acabado de sofrer uma decepcao muito grande e estava sempre na retaguarda. Beijos e mais uma vez, obrigada pelo carinho,

      Curtir

  3. Achei super válido… Acho que essa é uma dúvida que afeta grande parte dos casais biculturais, sempre bate aquela indecisão na hora de escolher o destino final. Estava conversando ontem mesmo sobre isso com meu noivo e quase sempre terminamos os dois no meio do caminho imaginando morar em um outro país onde as coisas possam ser mais neutras para ambos.

    Ótimo post como sempre, adoro todas essas informações super úteis que encontro por aqui.

    Beijos&Abraços,
    L.G.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s