Brasil ou Índia ? Eis a questão

coupl-620x330

Esta é a inevitável pergunta que afeta 99% dos casais em relacionamentos interculturais. Já antecipo que no título do post, optei pelo nome “Índia”, mas bem poderia ser Japão, China, Irã, Egito, Marrocos, Turquia, Arábia Saudita, Paquistão ou qualquer outro país cuja cultura e hábitos se diferenciam tanto dos praticados no Ocidente.

Estar em um relacionamento com alguém de outra cultura é realmente fascinante e pode deixar os pombinhos com os pés bem longe da terra. Ou melhor, da realidade. Se vocês dois moram no exterior, em um país que não é o de vocês, talvez este post lhes diga respeito neste momento, mas se vocês estão em um relacionamento à distância (online, como a maioria) este é um assunto que deve ser tratado com muita, mas muita cautela e responsabilidade, pois aí, provavelmente, estará o sucesso ou longevidade do seu relacionamento.

Esta, claro, foi uma das perguntas que fizemos quando a palavra “casamento” entrou em cena. Na época, eu estava no Japão e ele estava na Índia. Antes de conhecê-lo, eu estava decidida a voltar ao Brasil para ficar com minha mãe cuja idade já está avançada e a saúde um pouco debilitada. Sendo assim, queria cumprir meu papel como filha e passar os últimos anos da vida dela ao seu lado.

Porém, não foi bem assim que aconteceu. Claro que ter decidido ir morar na Índia foi um choque inicial para a minha mãe, que ansiosamente esperava por nós no Brasil. Porém, creio que hoje ela entende que aquela foi a decisão correta a ser feita. E, ela , diferente das mães indianas e de outros países vizinhos, nunca fez drama nem colocou pressão ou fez chantagem para que eu optasse pela vida ao lado dela.

Mas, voltando ao assunto, esta conversa terá que ser feita pelo casal e não será decidida em apenas um dia. Para ficar mais claro, vou tentar listar alguns dos itens que devem ser considerados antes de uma decisão mais drástica ser tomada.

haryana6

Antes de mais nada, eu sugiro que os dois tenham a oportunidade de conhecer o país um do outro e, principalmente, passar uns dias com suas respectivas famílias. O termo indiano, é bem vago, já que cada indiano tem seu próprio grupo étnico, seus costumes, valores e religião. Se entre eles a coisa já é complicada, agora imagina com você! Portanto,vale muito, primeiro, conhecer estes hábitos do seu esposo e da família dele. São de que lugar da Índia? São Gujarati, Punjabi, Tamilian, Telugu? Hindu, cristão, muçulmano ou sikh? Vegetariano ou não? Enfim…já deu para perceber que não é tão simples como casar no Brasil, né?

Há casos e casos, mas quem avisa amigo é: evite a qualquer custo viver junto com a família dele, dentro da mesma casa ou terreno. As famílias indianas (arabes,, turcas, paquistaneses, etc) se metem em tudo e os sogros e familiares é quem ditam as regras na maioria das vezes. Isto não acontece só com quem mora em vilarejos, mas em grandes metrópoles, também. Portanto, caso a Índia seja a sua escolha, jamais opte por morar com a família dele, por mais doces e fofos que eles sejam e por mais que te chamem de “filha”(já que isso é normal por aqui) eles sempre vão se sentir no direito de se meter em sua vida!

Já dadas as duas dicas preciosas, vamos passar para a lista dos itens que devem ser avaliados na hora da sua escolha:

Estamos pensando em ir morar na Índia

  1. A questão da moradiabhk-flat-for-sale-in-borivali-w-mumbai_4b301060_3 20150110_115218
    Onde vamos morar? Casa ou apartamento? No interior ou em uma metrópole?
    Parece simples, mas na Índia, isso pode afetar radicalmente seu relacionamento, acredite. Afinal, dependendo do local, você terá que prestar contas a todos os vizinhos sobre sua vida, eles vão bater na sua porta a qualquer hora para tomar um chai contigo ou para te chamar para tomar um chai com eles, vão te dar demasiada atenção e intromissão por ser estrangeira, entre outros detalhes.
    No interior, também, vale lembrar que as regras de comportamento e vestimenta são ainda mais rígidas e talvez você tenha que dar adeus à sua calça jeans. Eu tive que dar adeus a minha enquanto morava lá, já que toda vez minha sogra reclamava e, porque depois descobri que mulher casada não deve usar calça jeans!!
    Porém, a parte boa nisso tudo, é que na maioria das vezes, principalmente quando somos recém-chegadas, eles são uma mão na roda e nos ajudam muito mesmo! Morei 3 meses no interior antes de me mudar para Mumbai e foi uma experiência extremamente gratificante. Todos me acolheram com muito carinho mesmo!Portanto, apesar da rigidez de costumes, o calor humano é mais intenso, também.

 

  1. Vou trabalhar ou ser dona de casa?haryana5

Isso aí está ligado ao item anterior, já que dependendo da cidade onde você more, talvez não encontre nenhum trabalho ou, não seja comum a mulher trabalhar fora. E, para trabalhar fora aqui, com um salário decente, você tem que saber inglês. Não tem escapatória. E, para competir com os indianos, não basta ter um inglês básico, mas um inglês avançado e com bastante proficiência na conversação. Além disso, o fato de você poder trabalhar ou não vai depender do seu visto. Se você está com visto de turista ou com o de esposa (x-visa), não tem permissão para trabalhar na Índia. Você terá que esperar completar 1 ano do seu casamento (no cartório, não no templo ou mesquita) e dar entrada no pedido. Claro que para tudo sempre há um jeitinho e, indianos adoram dar jeitinho em tudo. Desde que te paguem em dinheiro vivo (cash) e você não seja sujeita aos impostos, de repente você consegue trabalhar mesmo antes de conseguir o visto permanente (PIO Card ou OCI card).
linguafranca2 haryana7

Em relação a ser dona de casa ou trabalhar fora, vocês precisam conversar e você precisa entender quanto o seu esposo ganha aqui na Índia e se isso dá para sustentar os dois na cidade onde vão morar. No interior, nós pagamos muito pouco de aluguel e só o salário do meu esposo era suficiente. Mas caso vocês optem por uma cidade como Mumbai, a coisa complica um pouco. Claro que todo homem indiano (árabe, turco, japonês) quer ser o provedor e eles foram ensinados isso desde pequenos. Porém, em uma grande metrópole, a realidade é diferente e talvez você tenha que arregassar as mangas para ajudar nas contas de casa.

 

  1. A língua

Já comentei isso em vários posts, mas se você, mulher brasileira, pensa em morar na Índia com ou sem o seu amor, você tem que saber inglês. E muito bem. Inglês do cursinho da esquina ou inglês de internet não conta. Você tem que saber Business English para conseguir algo decente por aqui. Portanto, já vai metendo as caras nos estudos!!! Há muitas oportunidades de empregos para quem é fluente em português e espanhol, mas tem que saber o inglês, também!

Se vocês pensam em morar na Índia, já vai ficando esperta e começa a procurar emprego já aí do país que você está. Afinal, se eles te contratam como expat, a vida de vocês está ganha!
E, procure aprender a língua da família dele, pois isso vai ajudar a quebrar muitas barreiras. Caso eles sejam do interior, é bem provável que não falem um “ai” de inglês, como é o caso da minha sogra. Aí, você vai ter que aprender o idioma local, para sobrevivência mesmo!

hindi1

  1. A questão financeira

Muita gente acha que não se deve discutir sobre finanças e acaba enfrentando um grande problema depois que casa. Ainda mais com um indiano, já que eles pensam em dinheiro 24 x7. Veja qual dos dois países vai te oferecer mais oportunidades para ter uma vida financeiramente estável e comforto. Veja em qual dos dois você não sentiria uma facada no peito e no bolso ao fazer coisas simples como ir a um restaurante ou um cinema. Pense bem em qual dos dois países seria mais fácil de fazer aquele pé de meia, comprar um veículo ou imóvel. Pode parecer que estou me precipitando, mas acredite: Se não for discutido e decidido agora, antes de casar, depois vai dar problema e stress.

talk_finances

  1. A questão religiosa

Online ele diz que é tolerante e que Deus é um só. Mas, será que é assim mesmo? Se você acha um absurdo e coisa do capeta os hindus adorarem a vaca e ainda por cima um bando de deuses, a coisa vai ficar feia pro seu lado caso seu amor seja hindu. Para eles, eles nascem hindu e ninguém pode se converter ao hinduísmo. A pessoa pode praticar e seguir, mas jamais será um hindu genuíno. Mas, caso vocês tenham filhos, seus filhos serão consequentemente, hindus. Já escrevi bastante sobre o tema e, para maiores explicações sobre os conflitos que podem acontecer, leia o meu poste sobre casamento entre uma cristã e um hindu.
Caso seu querido seja muçulmano, a coisa também não muda muito de figura, com exceção de que você poderá comer carne numa boa, com exceção da de porco, é claro. Na Índia há muitos muçulmanos e nem todos são radicais e convervadores. Portanto, voltamos às sugestões dadas acima, onde mencionamos que você deve sim, visitar a casa dele e passar uns dias lá. Será que você vai poder andar sem véu? Será que a família dele é adepta ao niqab? Será que terei que me converter? Este item é importantíssimo e vai ter que gastar muitas horas para se chegar a um acordo ou conclusão. E, caso você se converta, que seja de coração e não para agradar a ele e a família, pois um dia, a máscara cai : o dia que você não aguentar mais fingir ser a esposa muçulmana ou hindu ideal.

christmastree

  1. A questão cultural

Conheço estrangeiros que adoram a Índia e não conseguem imaginar a vida deles longe daqui (como eu, por exemplo). Mas, infelizmente, há muita gente que simplesmente não consegue se adaptar. E, a maioria, são as mulheres. Muitas ficam revoltadas ao ver as muçulmanas cobertas da cabeça aos pés num calor infernal, ficam revoltadas com a indiferença dos indianos em relação ao próximo, com a diferença gritante de classes sociais e castas, com a sujeira (em Mumbai é o maior desafio + ratazanas), com o trânsito caótico, com a muvuca, com a falta de boas maneiras do povo (a maioria não cumprimenta, não diz obrigado, não pede desculpas e fura a fila na maior cara de pau), com as centenas de mendigos que vão te abordar ainda mais se você tiver mesmo cara de estrangeira, entre outros detalhes. babyhindu2

20141201_111315 20150126_122105
Ah, sim!Esqueci de mencionar algo muito importante: Nós, brasileiras, somos bem sorridentes e sorrimos e puxamos papo, geralmente com qualquer tipo de pessoa, como padeiro, sapateiro, motorista de ônibus…Muitas vezes no Rio de Janeiro, pegava o mesmo ônibus todo dia no mesmo horário e, sempre era o mesmo motorista e o trocador. Sendo assim, era algo natural de ambas as partes cumprimentar um ao outro, falar do tempo, jogar conversa fora. Isto tudo, claro, com muito respeito. Se você está acostumada com este tipo de comportamento, esqueça e delete tudo ao chegar na Índia (e em outros países vizinhos daqui). Sorrir já não te pertence mais. Se você sorri muito, você ser interpretada de duas maneiras: 1. Você é trouxa e já já todo mundo vai te passar a perna 2. Você é puta e está dando mole. A segunda, é de lei. Por isso mesmo, me irritava ser toda a hora chamada a atenção por meu marido quando cheguei aqui. Mas, depois fui percebendo que caso eu lançasse um sorriso sem querer, a reação do outro já mudava. Você não precisa se transformar em uma indiana, mas este tipo de comportamento, bem ou mal, você terá que ter para se resguardar de uma série de possíveis desagradáveis acontecimentos. E, é sempre bom saber isso antes de morar aqui.

firangibahunew2

Não vou nem entrar na questão da comida e clima, pois acho que são itens básicos demais para serem considerados no momento. Mas, espero que tenha ficado claro e, desejo que, após considerarem os itens acima e outros levantados por vocês mesmos, que vocês cheguem à melhor decisão. No próximo post, continuo a escrever, desta vez para quem está pensando em levar seu amado indiano (árabe, turco,egípcio, marroquino, paquistanês) para morar em Terra Brasilis.

 

 

Anúncios

13 comentários sobre “Brasil ou Índia ? Eis a questão

  1. Olá sou Brasileira vivo no estado da Bahia me chamo Mariana tenho 19anos sou filha única estou moro com meus pais cursando 3° ano de psicologia,comercei a conversa com indiano pela rede social estou muito envolvido com ele no momento estou querendo deixar tudo para ir viver na índia com ele ,ao mesmo tempo tenho medo…

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ola, Mariana! E ele? Nao quer deixar a India para ir morar no Brasil e ficar com voce? Bem, caso voce decida “largar tudo” como diz, primeiro, termine a faculdade e estude ingles, pois caso contrario, suas chances de encontrar um trabalho aqui serao minimas.Um abraco!

      Curtir

  2. ola Juliana! adoro o seu blog. Vc poderia fazer um post de como é um namorado indiano como é a lua de mel dos indianos? Ah, e no seu canal do YouTube adoraria ver um vlog seu sobre seu dia a dia na Índia e vc contando algumas curiosidades. Grande abraço.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ola, Angelica!!!Obrigada pela visita! Lua de mel dos indianos? Nunca tinha pensado nisso! Obrigada pela dica. Vou tentar abranger tudo em um post so. Obrigada pela dica para o vlog. Mas, sou bem timida e nao sei se me sentiria bem na frente da camera. Mas, vou tentar!Beijos!

      Curtir

  3. Caramba, a indiana da foto se veste toda chique pra lavar roupa na bacia! Eu não teria saco pra me arrumar tanto assim nem que fosse madrinha de casamento, haha!

    Quanto à questão do sorriso… será por isso que as indianas fazem “cara de velório” até no próprio casamento?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Fabi!!Que nada…ela ta super comum, com roupa de dia-a-dia mesmo. Olha, em relacao a cara de velorio que elas fazem no dia do casamento, eh porque para a maioria, nao eh mesmo um dia feliz, ja que elas estao se separando dos pais de vez e indo para uma nova familia que so Deus sabe como sera!Algumas, nao sorriem tambem porque nao pega bem uma noiva toda feliz e saltitante, ja que ela tem que demonstrar tristeza por estar deixando a casa dos pais. Ja outras, nao sorriem porque nao tem mesmo motivos para sorrir, ja que foi tudo arranjado e ela nao teve direito de ir contra. Tem de tudo nesta India!Isto da um post!Vou escrever!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s