Síndrome Indiana – Que doença é esta?

ganesha

Como eu sempre digo, a Índia é um país que vai despertar os mais diversos sentimentos em você: amor, admiração, fascinação…Mas, também, raiva, desprezo, nojo, decepção….A lista é longa e muitos estrangeiros, após viverem alguns meses aqui, acabam adquirindo o que os estudiosos estão chamando de Síndrome Indiana.

Mas, o que é a síndrome indiana? Assim como a Síndrome de Paris foi descoberta após diversos turistas (sobretudo japoneses) visitarem a bela capital francesa e começarem a apresentar sintomas de alucinação, sensação de estar sendo perseguido, decepção, ansiedade e outras manifestações psicosomáticas, a Síndrome Indiana funciona da mesma forma.

É considerada um extremo e crítico estado de alguém em pleno choque cultural.

1milliongods

Assim como Paris e a Europa em si mexem com o imaginário de japoneses e outros estrangeiros, a Índia mexe ainda mais com o imaginário e fantasia de muitos ocidentais. Terra da meditação, dos gurus, do Hare Krishna, do Ganges, do Gandhi, Taj Mahal, Bollywood, etc. Porém…ao chegar na verdadeira Índia, muitos tomam um choque tão, mas tão grande, que não aguentam ficar nem metade do previsto e já reservam a passagem de volta mais cedo. Outros, segundo algumas estórias que ouvi, chegaram no aeroporto de Delhi e quando viram aquele caos lá fora misturado com as temperaturas extremas, simplesmente voltaram para dentro do aeroporto e adiantaram sua passagem de volta para o próximo vôo.

qatar

Recentemente contei-lhes o caso da minha amiga japonesa, que veio com proposta de emprego para a Índia e sonhava em vir aqui desde muito tempo atrás. Porém, ao chegar aqui, além de ter sido enganada, ela ainda ficou chocada com a Índia que encontrou, já que ela sempre idealizou a Índia mostrada em Bollywood.

Parece bobeira, né? Mas a coisa é séria. A 1ª vez que morei no Japão também senti algo parecido. Fiquei 3 meses extremamente deprimida e com saudade de casa, mas após este período, me acostumei à realidade e os últimos meses no país foram simplesmente inesquecíveis!!Tanto que em 2007 eu voltei para trabalhar num contrato que poderia ser renovado até por 5 anos!

Mas, voltando ao assunto da Índia…

– “Nao me toque!Não se aproxime ou eu vou abrir meu terceiro olho e te matar!”

Parece piada, mas foi exatamente assim que um rapaz suíço entrou no Privat Hospital em Gurgaon, atordoando a todos com seus berros. O proprietário do hospital, o Dr. Kalyan S. Sachdev, comentou que ele atende cerca de 100 casos desses por ano!! Segundo o Dr. Sachdev, geralmente os pacientes são ocidentais entre os 20 e 30 anos apresentando os mesmos sintomas: paranóia, esquizofrenia ou delírio agudo.

A cada ano, as embaixadas européias na Índia enviam cerca de 10 a 20 indivíduos de volta a seus países, os quais estão sofrendo de problemas psicológicos.

chilli

Geralmente os sintomas mais frequentes como alucinações e paranóia desaparecem uma vez que os indivíduos voltam a seus países.

Segundo alguns especialistas, este fenômeno também acontece em locais como Jerusalém, onde muitos acabam achando que são O Messias e acabam indo parar na seção psiquitátrica de algum hospital.

Já os jovens que se aventuram na Índia, a maioria vem com o objetivo de viver uma jornada espiritual, mas acabam se deparando com a ganância dos indianos, o constante caos das ruas e as mais diversas práticas religiosas, não conseguindo absorver a cultura onde estão imersos. Em 2005, a polícia de Pondicherry, no estado de Tamil Nadu, encontrou o corpo de um europeu em uma caverna. Ele havia morrido de fome. Provavelmente, tentando atingir o Nirvana. Após muita pesquisa,o consulado francês o identificou como um cidadão francês que estava na Índia já há seis anos e que havia destruído todos os seus documentos de identidade desde a primeira semana que entrou no país, já que acreditava ser o próprio Deus Shiva.

Lord_shiva

Muitos estrangeiros, sobretudo europeus, acabam se sentindo objeto de curiosidade na multidão, já que sua cor da pele e roupas diferem da maioria dos habitantes locais. Além disso, ele se torna presa fácil para os mendigos e todo tipo de golpes. Como resultado, acaba ficando desorientado e começa a apresentar outros simtomas.” Com certeza é melhor ver pobreza na televisão!”- comentou uma turista espanhola.

A maioria que chega à Índia, vem com a imagem do Taj Mahal, dos maharajas, dos sarees, de Bollywood e, no caso dos brasileiros, da novela da Glória Perez. É aí que o problema começa.

No caso dos brasileiros, eu vejo que o choque é maior para as mulheres. Muitas não aceitam o fato de não poderem se vestir como se vestiam no Brasil, enfrentam a barreira linguística, olhares mais que insinuantes dos homens indianos, algumas passadas de mão (já ouvi algumas estórias, sobretudo em Delhi), sujeira nas ruas, vacas, macacos e cachorros soltos por aí, o caos do trânsito, o jeito nada delicado dos indianos…Enfim, a lista é enorme.

ghoonghat_1

Claro que cada pessoa reage diferente às situações as quais é exposta e não tem como saber se alguém vai sofrer um choque cultural tão grave a ponto de ser internado em um hospital psiquiátrico ou a ponto de tirar a própria vida, como fez um japonês aqui em Mumbai há algum tempo.

Porém, mesmo que você seja um fã de Bollywood e cultura indiana, não fique achando que todo mundo dança feliz nas ruas como eles mostram nos filmes. O pessoal dança sim, mas em festivais e casamentos. No dia—a-dia, a maioria dos indianos não tem a cara sorridente e sorrir aqui é uma questão cultural, eu ousaria dizer. Minha amiga ficou decepcionada porque os indianos não sorriem, não falam obrigada e nem por favor. Sim, só os que receberam educação inglesa ou que moraram no exterior é que usam estas palavras constantemente. E, quando as usam, é sempre em inglês. Ser muito educado ou gentil aqui, infelizmente, dá a idéia de que você é trouxa e a pessoa acaba se tornando vítima de golpes, chantagens e outros. Eu e meu esposo vivemos isso quase que diariamente!

namaskar

Mas, não perca as esperanças!! Leia muito antes de vir, veja muitos vídeos e não dê o forward bem na hora que mostrarem coisas não muito agradáveis aos seus olhos, como os corpos boiando no Rio Ganges ou os milhares de insistentes pedintes.

Saiba que você estará pisando em uma das culturas mais antigas deste mundo e que em países assim, há uma cultura e um modo de pensar tão, mas tão arraigado que não há nada que você possa fazer para mudar isso. Basta você aceitar ou, então, como diz o ditado: incomodados que se mudem!

gangasnan

Mas, uma vez que você decida ficar e aceitar que a Índia é tudo isso que vemos com muito mais intensidade, você vai descobrir um país incrível, uma cultura fascinante e intrigante ao mesmo tempo, vai descobrir novas facetas de sua personalidade, vai adquirir novos hábitos, vai se abrir para um novo mundo! E, tenho certeza de que ninguém é o mesmo após pisar aqui.

firangibahunew

Uma ótima dica é ler o famoso blog Indiagestão, onde a professora Sandra posta sobre tudo de ruim que existe na Índia, a ponto de fazer o turista desistir de pisar aqui. Leia muito o blog dela. Depois, leia o meu ou outros que você achar interessante. Pois assim, tudo vai se encaixar perfeitamente e você encontrará um equilíbrio.

E, fique à vontade para nos escrever caso tenha alguma dúvida sobre vir passear ou morar na Índia. (juinjapansince2007@gmail.com)

Um grande abraço e boa viagem!

Por Banjara Soul

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s