Banjara Soul em Hyderabad- Parte 2

Continuando o diário de bordo sobre minha breve visita à Hyderabad, ainda no sábado, fechamos o dia com a visita ao famoso Golconda Fort e Qutub Shabi Tombs, onde muitos filmes já foram gravados.

20150228_154212
O  Golconda Fort pede pelo menos umas duas horas do seu dia ou uma manhã ou tarde inteira se você considerar o tempo para se chegar até ele. O forte é belo, imenso e muito bem conservado. Porém, como já estava ficando tarde e tinha poucas pessoas, eu fiquei receosa em subir tudo sozinha e explorar mais. Muitos locais do forte estavam mais que desertos, sem uma alma viva, o que dava a leve impressão de estar em um filme de terror, mas fora isso, o local é belíssimo e, se você estiver com um grupo ou pelo menos com mais uma pessoa, eu aconselho a subida, sim!
Mesmo não tendo ido até o topo, valeu a pena a visita. Eis as fotos:

20150228_154559 20150228_154818 20150228_154916

Detalhe: No local ficam alguns guias turísticos extremamente irritantes e insistentes. Insistência é a palavra que mais descreve vendedores, mendigos e guias turísticos aqui na Índia. Se você diz não, eles não aceitam de forma alguma e começam a te seguir, coisa que me deixa muito p da vida e eu tenho que partir para a grosseria ou xingá-los na língua local pois só assim funciona. Pode soar super desagradável e eu também não gosto de agir assim com nenhuma pessoa, mas eles conseguem te irritar tanto que você desce das tamancas!!

20150228_155026 20150228_155131 20150228_155210 20150228_155235 20150228_155335 20150228_160211 20150228_160248As tumbas dos reis  de Qutb Shahi

Após a visita ao forte, não muito longo dali, ficam as belíssimas tumbas dos reis islâmicos da época. O local não está muito bem preservado, mas continua encantando a todos nós com seu charme. Com a ajuda de um guia local, conheci um pouco mais a história do local e da enorme influência muçulmana em Hyderabad.

20150228_16233020150228_162405 20150228_162934 20150228_163136

Um fato curioso: em uma das tumbas pode-se fazer aquele jogo do eco, onde alguém fala uma palava, tipo: Banjara, jara jara jara….algo assim. Para mostrar o eco, o guia entrou na tumba e me pediu para cobrir a cabeça com meu véu. Não entendi bem o porquê, mas segui as instruções. Achei que fosse por estar em uma tumba, já que em outras tumbas aqui na Índia vi o povo entrando de cabeça coberta. Mas, o motivo era outro: Para me mostrar o efeito do eco, o guia queria entoar os versos Allahu Akbar, conhecidos de todo muçulmano. Como o nome de Deus é mencionado e é como se fosse uma oração, ele me pediu para cobrir a cabeça. E assim foi: Allahu Akbar….ar…ar…ar…

Assim terminou o segundo dia em Hyderabad. Ah, sim! O hotel?

Ficamos no Tabla Hotel, no bairro de Banjara Hills, já que era perto de onde seria o evento. O hotel é bom, mas achei que o café da manhã deixou muito a desejar. Mas, vale a pena citar o restaurante do hotel, aberto ao público geral, onde se pode saborear um suculento Hyderabadi Chicken Biryani e alguns Kebabs os quais você não precisa mastigar, pois derretem na sua boca!!! Lahsun Kebab é o melhor, na minha opinião.

20150227_190825

Café da manhã típico do sul da Índia. Mas, fora isso, o hotel não tinha muitas opções de café da manhã.
Café da manhã típico do sul da Índia. Mas, fora isso, o hotel não tinha muitas opções de café da manhã.

No próximo post vou contar como foi o nosso último dia em Hyderabad.

Um abraço e até a próxima!

por Banjara Soul

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s