Aryana Sayeed – Mais que uma diva

aryana_1

Talvez você assista aos vídeos desta cantora e pense que ela é apenas uma imitação da poderosa- periguete-superstar libanesa Haifa Wehbe. Porém, não se deixe enganar. Apesar de ela fazer esta linha em alguns videclipes, Aryana Sayeed está traçando sua estória de maneira bem diferente. E, é justamente por isso, que decidimos apresentá-la ao grande público brasileiro e outros amigos de língua portuguesa que também acompanham nosso blog.

Aryana nasceu em Kabul. Sim, lá no Afeganistão, em 1985!Aos 8 anos, sua família se mudou para o Paquistão e depois disso, para a Suíça. Hoje, Aryana vive em Londres com sua família.

Apesar de belíssima, Aryanna sempre teve o dom da música (ao contrário de algumas estrelas que só são bonitas) e sempre quis seguir a carreira musical, sendo admitida em um conservatório de música aos 12 anos. O seu primeiro hit que ganhou a atenção da mídia internacional foi a canção Afghan Pesarak, com a qual ela foi convidada para fazer tournée em vários países. Até então, ela ainda não tinha voltado à sua pátria, o Afeganistão. No auge de seu sucesso, Aryanna, então, decide voltar à sua pátria para realizar alguns shows. Ela se utilizou de um famoso clássico da música afegã para conquistar o grande público: Gule Seb. Logo após isso, ela filmou no Afeganistão, o vídeo da canção Dilam Tang Ast, com a qual foi exaustivamente premiada e convidada para apresentar um programa de tv no país.

Porém, a canção de Aryanna a qual mais ganhou reconhecimento do público é a belíssima Banoo e Atash Nasheen, onde ela descreve e canta o sofrimento das mulheres de seu país durante tantos anos de guerra e abusos. Até a BBC chamou Aryana para comentar sobre o profundo significado da canção.

Mas, não pensem que as coisas andam fáceis para a diva em sua terra natal. Como não poderia deixar de ser, ela tem enfrentado a fúria dos religiosos mais extremistas, ameaças de sequestro e, lógico, ameaças de morte.

Estou aqui para fazer a diferença para as mulheres. Eu quero que elas tenham direitos. Direito de conversar livremente, de andar livremente, de ir às compras sempre que quiserem.Não estou dizendo que elas devam tirar suas roupas ou remover o lenço de suas cabeças. Liberdade é poder viver dignamente como um ser humano – diz a diva em uma reportagem.

Como jurada de um dos shows de talentos do Afeganistão, Aryana ficou impressionada com o talento de um jovem de 15 anos e disse: – Eu te amo!

Pronto! Foi a gota d’água para que os religiosos e até mesmo a população mais conservadora a criticasse veemente.

aryanna_3

Aryana diz que tem recebido constantes ameaças de morte e de pessoas que dizem que vão jogar ácido em sua face, prática, aliás, bem comum nas bandas de lá para castigar da maneira mais cruel uma mulher.

E, as ameaças na terra de Aryana, infelizmente não são só da boca para fora. Há dois anos, a bela atriz Benafsha foi atacada por um grupo de seis homens que a espancaram até a morte, deixando-a a sangrando na porta de (vejam a ironia! )uma mesquita!

Apesar do medo de ser sequestrada, Aryana continua em sua luta pelos direitos da mulheres de seu país e, nós aqui do Banjara soul estamos divulgando o trabalho desta cantora-guerreira para que mais e mais pessoas fiquem cientes do problema.

aryanna_4 aryanna_2

Não sou o Raul Gil, mas tiro o chapéu para Aryana Sayeed!!!

Vamos curtir alguns vídeos da estrela:

Mashallah

Afghan Pesharak

Dilam Tang Ast

Aqui, assumindo outra postura

Banoo e Atash Nesheen

Um abraço e até a próxima!

by Banjara Soul

Anúncios

Um comentário sobre “Aryana Sayeed – Mais que uma diva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s