Top 10 – Perguntas mais comuns sobre a Índia – Parte final

Dando continuidade ao nosso post sobre as perguntas e comenários sobre a Índia mais comuns no Brasil, aqui vai a nossa lista:

1. Sujeira

 varanasi_3 varanasi_2

Bem, começamos com um dos tópicos prediletos quando o assunto é Índia: a sujeira. A verdade é que nós, brasileiros, nos consideramos um povo muito limpo e asseado, o que não deixa de ser verdade. As pessoas associam a Índia a sujeira. Acredito que esta idéia, também, vem muito do que é divulgado pela mídia. Aí, não tem como deixar de citar o Ganges, as vacas pelas ruas e tudo aquilo que encanta os olhos dos turistas. Mas, a Índia no geral é suja? Depende. Varanasi é imuda sim. Onde moro, Mumbai, também é muito, muito suja.

-“Os indianos são limpos? Eles tomam banho todo dia?”

shower

 Bem, se você visitar os indianos (e olha que eu já tove oportunidade de visitar vários tipos diferentes de casas (castas e classes diferentes), você vai ver que as casas são limpas. Sim!Eles mantém as casas limpas e se eles mesmo não limpam e varrem a casa, sempre tem uma moça ou um rapaz de uma casta mais baixa para fazer estes serviços. Em relação ao banho, até onde eu sei, tomam sim. Mas, acho que a idéia de sujeira e falta de higiene que a maioria das pessoas têm é graças ao que a tv ocidental insiste em mostrar. Tem tanta coisa boa para mostrar sobre a Índia, mas eles só mostram a Índia como se fosse o pinico do mundo! Já ouvi muita gente reclamando do cheiro forte que eles têm e eu já abordei este assunto aqui no blog. Você é aquilo que você come. Não tem como cheirar pouco comendo todas aquelas especiarias. Isto, claro, sem contar que o clima de Mumbai, por exemplo, não colabora com o desodorante. Talvez você estranhe o cheiro do óleo que alguns indianos usam nos cabelos, mas não quer dizer que eles sejam fedidos. Mas, o hábito do banho, é diário, com certeza.

Abaixo, outra pergunta clássica, já que até isso eles mostraram no programa O mundo segundo os brasileiros – Mumbai

-“Eles defecam na rua?”

O polêmico cartaz de uma campanha em Madhya Pradesh

Bem, antes de falar no assunto, vou te dar um exemplo: Já se imaginou morando em um local sem o mínimo de saneamento básico, onde não tem um banheiro dentro da sua casa? Para chegar ao banheiro mais próximo, você precisa sair de casa e andar um bom pedaço, sem contar que, muitas vezes, a você terá que pagar para usar o banheiro. Você vive na linha ou abaixo da linha da pobreza e o dinheiro do banheiro pode te ajudar a comprar o pão das crianças. O que você faria?

Viram como passamos a entender melhor uma situação quando nos colocamos nela?

Aqui na Índia, as casas têm banheiro sim, e, geralmente os indianos gostam de banheiros separados. Um para tomar banho e o outro para as necessidades. Porém, isso é pra quem pode. Quem não pode, acaba fazendo no mato ou na praia, como acontece aqui em Mumbai. Em muitas regiões da Índia, principalmente em regiões rurais, não há banheiros nem saneamento básico. Então, o pessoal alivia mesmo é indo no mato ou em cidades como Mumbai, nos trilhos do trem.

Porém, isto acabou se tornando algo perigoso para algumas moças, que iam no mato à noite para fazer suas necessidades e lá eram abordadas por tarados, alguns caso, terminando, infelizmente, em estupro e morte. Esta é uma das principais preocupações do governo atual: levar banheiros para toda a Índia.

O polêmico cartaz de uma campanha em Madhya Pradesh

-“As ruas são sujas?”

  Depende com o local que você compara. Se estiver comparando com Mumbai, qualquer lugar se torna limpo, com exceção de Varanasi. Mumbai, por exemplo, é imunda, mas há ,muitos locais onde você não vê nenhum resquício de lixo, geralmente, em condomínios onde moram pessoas de alto poder aquisitivo ou ruas onde estão consulados e grandes empresas internacionais. Em Delhi, por exemplo, na rua onde estão os consulados, você até esquece que está na Índia, de tão limpo que é! Porém, a boa notícia é que Narendra Modi está super preocupado com esta sujeira toda e criou a campanha Swacch Bharat Abhiyan, que significa Clean India Mission. Sim! E, para mostrar como faz, ele foi o primeiro a pegar uma vassoura e começar a limpar a rua. Vai levar tempo para limpar o país, mas o primeiro passo já foi dado e, aos poucos, você já começa a perceber a diferença em alguns locais. Espero que já esteja mais limpinha quando meus filhos nascerem!!!Inshallah!

2. Espiritualidade

gangasnan

 Tá aí a imagem da Índia na mente ocidental! Woodstock, hippies, Beatles, gurus…Não adianta negar: Todos acham que a Índia é sinônimo de espiritualidade e muita paz. Pode até ser, se voê ficar enclausurado em um Ashram recitando seus mantras. Caso contrário, esqueça! Aqui você vai ver o seu lado mais humano à flor da pele. Você vai descobrir uma nova pessoa em você a qual era totalmente desconhecida, desde então. Com tanta gente querendo uma oportunidade e um lugar ao sol, você vai aprender a brigar por seus direitos e a falar mais alto. Que a Índia tem uma energia incrível, isso eu não posso negar. Seja lá o que esta energia signifique, ela não está presente em nenhum local que eu já tenha visitado até hoje. Talvez seje o fato de ter tantas religiões sendo praticadas em um só lugar. Não sei o que é, mas é algo encantador. É o fator “Índia”. É ele que te faz querer ficar aqui para sempre, como no meu caso, ou querer sair daqui correndo, como no caso de alguns. Talvez a verdadeira espiritualidade da Índia esteja justamente em fazer com que você se auto-descubra. Talvez esteja em trazer à tona um outro eu, totalmente novo. Sim, pensando assim, a Índia é espiritual em muitos sentidos.

3. Bigamia, poligamia, etc.

poligamy polygamy_1

Uma das mais absurdas perguntas que me fizeram foi : -“Noossa, Juliana…então seu marido pode ter mais de uma esposa, né?” . C-c-como assim??? Esta eu ouvi mais de uma vez. Não, gente. A bigamia, poligamia ou seja, casar-se com mais de uma mulher não é comum na Índia, nem mesmo para os muçulmanos que vivem aqui. Isto é coisa de Oriente Médio e árabe rico, que pode sustentar a mulherada. Aqui não tem disso. Se você viu ou ouviu algum caso de bigamia ou poligamia na Índia, pode ter certeza que deve ser algum caso raro ou particular de alguma tribo ou grupo étnico. No geral, o que prevalece é a monogamia e, vale lembrar que, no hinduísmo, é proibido o casamento entre pessoas do mesmo sangue ou que possam compartilhar algum parentesco, mesmo que isto tenha sido há mais de 1000 anos atrás. O nome disto é gotra e você pode ler mais a respeito em posts antigos aqui no blog. Portanto, indiano é homem de uma mulher só!

4. Conversão ao Hinduísmo

-“Meniiina….você agora é hindu?” ou.. “Você teve que se converter pra religião dele?”

 Não sei porque as pessoas pensam que para se casar com alguém de uma religião diferente da sua, você precisa se converter para a religião do parceiro. Já abordei este assunto no blog também, mas se você professa uma religião diferente do hinduísmo e quer casar com um hindu, não precisa se converter ao hinduísmo, ainda mais porque no hinduísmo, só é considerado hindu quem já nasce hindu. Você é livre para seguir os ensinamentos da religião, mas não será considerada uma hindu legítima. O mesmo já não acontece com os Islam e Cristianismo, onde a conversão ou reversão (no caso do Islam) é aceita e incentivada. Para se casar na cerimônia hindu, não é preciso que você seja hindu. Além do mais, o que vale mesmo é no cartório e lá, o seu casamento será de acordo com o Special Marriage Act, lei feita para casamentos entre castas e religiões diferentes.

Julia Roberts, por exemplo, é uma que se "converteu" ao hinduísmo.
Julia Roberts, por exemplo, é uma que se “converteu” ao hinduísmo.

5. Segurança da mulher

“Nossa, menina!Que horror os estrupros na Índia, né?”

 Esta é a bola da vez. Com a Globo sensacionalizando sobre os estupros na Índia e deixando todos de cabelo em pé, choveram perguntas sobre estupros e sobre como é viver na Índia sendo mulher. Bom, já comentei bastante sobre isso aqui no blog, mas a verdade é que não tenho como dizer que é 100% seguro, pois estaria mentindo. Eu acho que Mumbai é uma cidade abençoada, onde as mulheres gozam de uma liberdade enorme para os padrões indianos. Muito se comenta da vestimenta das mulheres aqui na Índia, pois determinadas vestimentas estariam dando sinal aos homens de que a moça seria fácil e aí, presa fácil para os tarados. Mas, isso é desculpa machista, pois há casos em que moças usando roupas tradicionais indianas também foram estupradas. Há também os estupros por honra ou vingança. Há estupros mandados. Há estupros de todas as formas. Pelo que tenho visto neste tempo de Índia, quem ainda sofre mais com isso são as mulheres de zonas rurais e de classes menos abastadas. Quanto a mim, o que posso dizer é que eu me sinto muito segura em Mumbai. Aqui eu ando sozinha e vou para onde eu quero, a hora que eu quero. Ninguém mexe comigo, ninguém se insinua, ninguém faz piada. Mesmo que olhem, é com certo receio. Mas, também sei o que contribui muito para isso é o fato de eu me parecer com uma local.
Tenho uma amiga espanhola que é sempre abordada por indianos seja onde for. Ela tem traços de européia e, infelizmente, a imagem das européias e ocidentais em geral é muito ruim aqui. Esta minha amiga é solteira, feliz e independente. Ela adora viajar, mas sempre é incomodada por algum cara querendo puxar conversa ou por olhares incessantes como se estivessem diante de um alien. Ela se sente extremamente incomodada com isso. (quem não se sentiria?) Eu também me sentia assim no Japão, onde por mais que a mídia não divulgue, há pervertidos e tarados por todos os lados e eu já estive em apuros mais de uma vez lá. Quem acompanha este blog conhece a estória.
Este assunto rende muito pano para a manga, mas o que posso dizer é que eu me sinto muito segura em Mumbai. Eu acho que há várias brasileiras morando sobretudo em Delhi e até hoje estão todas sãs e salvas. Tenho amigas européias e japonesas que viajam sozinhas pela Índia e nunca enfrentaram nenhum problema. Dependendo da região da Índia é melhor que a mulher opte por roupas indianas, ao invés do jeans e shortinho, mas fora isso, não há muito o que aconselhar. Mas, respondendo a pergunta: Sim, eu me sinto segura na Índia.

mumbaitrainwomen

Assim, terminamos o nosso top ten de perguntas mais feitas sobre a Índia e, com isso, espero que tenha conseguido ajudar a eliminar alguns estereótipos que talvez muitos têm sobre este magnífico país. O povo diz que se conselho fosse bom, a gente vendia ao invés de dar, mas, se me permitem um conselho…Quer conhecer a Índia?? Então venha e jamais tenta compará-la com lugar algum deste planeta, pois ela é mesmo imcomparável!! Um abraço e fiquem à vontade para nos escrever para juinjapansince2007@gmail.com.

Por Tabibito

Anúncios

Um comentário

  1. Que coincidência esse post, ontem mesmo 2 rapazes de 17 anos me fizeram as seguintes perguntas: “as mulheres são submissas, nao é verdade?” Depois perguntaram se a India é muito pobre e em seguida sobre a segurança da mulher em relação aos estupros.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s