Cristãos na Índia – Introdução

Olá, pessoal! Ultimamente os posts aqui no Tabibito são inspirados pelas perguntas de leitores ou de amigos e familiares meus do Brasil. Bem, duas das principais perguntas que me fizeram e ainda fazem é:

  1. Como é ser cristão na Índia?
  2. Como é ser casado com alguém de uma religião completamente diferente da sua?

Hoje, eu venho tratar da 1ª pergunta. A 2ª, fica para um próximo post, ok?

Como é ser cristão na Índia? Introdução

cristao_india batismo

Bem, por favor não tomem como verdade absoluta o que vou escrever aqui, uma vez que meus relatos são baseados em experiências pessoais sob o meu ponto de vista, sendo cristã sim, mas não-denominacional e sem nenhum vínculo com instituições religiosas.

Como todos sabem, a Índia é um celeiro de religiões. Aqui nasceram várias religiões ou preceitos que formariam, mais tarde, algumas das principais religiões do planeta. A Índia é uma nação hindu. Talvez o hinduísmo não seje tão divulgado no Brasil e o máximo que você conheça do hinduísmo seja aquele bando de hippies com cara de quem não vê chuveiro há 1 ano e cantando “hare krishna, krishna, krishna”. Porém, podemos dizer que eles são apenas uma ramificação do hinduísmo. Esse grupo que adora Krishna é muito famoso no ocidente e cada ano centenas de estrangeiros (geralmente europeus) vêm para se unir ao Iskcon, que é a sociedade que propaga os ensinamentos de Krishna por aí. Praticamente do lado da minha casa tem o Iskcon Temple e dezenas de estrangeiros vivem lá. Vocês também podem conhecer mais no post antigo, da 1ª vez que visitei a Índia, onde falei sobre o principal Iskcon temple, em Vrindavan, onde estrangeiros são os que ministram o culto, em sânscrito! Impressionante mesmo o que a fé não faz, né? (clique aqui https://tabibitosoul.com/2013/02/12/tabibito-na-india-mathura-e-vrindavan-parte-final/)

iskcon harekrishna

Mas, voltando ao assunto, o hinduísmo é complexo, com um panteão formado por milhares de deuses e deusas e não sou vou abordar este aspecto aqui. Porém, apesar de ser uma nação hindu,a Índia tem uma enorme população muçulmana. Sim!!! Onde quer que você vá, eles estarão lá! Seja em cidades pequenas ou grandes metrópoles como Mumbai, você vai encontrar milhares deles! Os bairros aqui também são divididos desta maneira e em muitos prédios e condomínios, se você é muçulmano, não será muito bem-vindo. E, da mesma forma, se você é um hindu ou cristão tentando se infiltrar em um condomínio muçulmano. Acho que já contei isso aqui quando eu e meu esposo estávamos procurando apartamento em Mumbai. Só de saber que o prédio era muçulmano, ele não queria nem entrar (ele é hindu). Depois de eu insistir muito, ele aceitou entrar, mas claro que assim que saiu do apartamento, ele disse que não colocaria os pés ali novamente porque não teria condições de morar num prédios com muçulmanos, já que eles tentariam te converter a qualquer custo ou iriam fazer de tudo para atazanar a sua vida, se você não é muçulmano. Enfim, se é verdade ou não, não sei, mas não ficamos com o apartamento.

Islamic women, Mumbai, India
Mas, só para vocês terem uma idéia, religião é algo complexo, muito complexo aqui na Índia. Além disso, temos o Sikhismo, que é uma religião meio mescla do hinduísmo com o islamismo, mas que diz ser monoteísta. Os seus ensinamentos são bem interessantes e você pode saber mais sobre ela no blog da queridíssima Star Kaur, do http://cafecomchai.blogspot.in.

Mas, e o Cristianismo?

christian_1
Os primeiros cristãos surgiram, claro, com a chegada dos Portugueses por aqui. Nas regiões por onde eles passaram e tiveram presença marcante, você vê um grande número de cristãos e de pessoas com sobrenomes exatamente como a maioria dos nossos brasileiros: De Souza, Barbosa, Silva, Moura, etc. Portanto, quando se pensa em cristão, na Índia, se pensa em católico. Há inúmeras e belíssimas igrejas espalhadas por toda a Índia. A influência portuguesa em Mumbai foi bastante forte, assim como em Goa, Chennai (antiga Madras), Kerala e outras partes do sul da Índia. Em Mumbai e Goa acontecem inúmeris festivais católicos e que aglomeram milhares de fiéis.
Mas, sabemos que católicos não são os únicos cristãos e, como ambos (hindus e cristão) adoram diversas divindades, não há muito problema entre eles O próprio governador de Goa, recentemente, confundiu a todos dizendo que era um cristão-hindu.

Uma das mais famosas igrejas de Mumbai
Uma das mais famosas igrejas de Mumbai

mtmarychurch2
E como ficam as outras ramificações do Cristianismo? Tem evangélicos na Índia? Sim!Tem sim! Há inúmeras igrejas evangélicas aqui, incluindo algumas “filiais” de igrejas e ministérios americanos, como Harvest Ministries, Joyce Meyer e outros. Aliás, na tv a cabo indiana, você encontra dezenas de canais cristãos (católicos e protestantes). Na empresa que trabalhei, haviam vários cristãos e, alguns, eram protestantes e congregavam em uma igreja no bairro de Bandra. Eu mesma já fui em igrejas protestantes aqui na Índia só para conhecer, mas infelizmente, o que encontrei, foi aquela mesma ladainha de sempre, marcado pelo egocentrismo dos líderes e tentando sempre arrancar uma grana do bolso dos fiéis, prometendo vida próspera, carro do ano e todo aquele discurso malafaia-soariano que você já conhece da nossa televisão brasileira. Não podemos generalizar, claro, mas até o momento, infelizmente, foi o que presenciei.

Continua no próximo post…

Um abraço!

by Tabibito

8 comentários sobre “Cristãos na Índia – Introdução

  1. Gostei da matéria. E gostei muito do seu blog. Mas só uma coisa: cristãos não adoram vários deuses. Adoramos um único Deus. Os santos não são deuses. São pessoas, como eu e você, que durante a sua vida terrena conseguiram viver o cristianismo de uma forma heróica e admirável (como Santa Teresa de Calcultá, que dedicou a sua vida a cuidar dos indianos menos favorecidos) , e por isso foram salvos e se tornaram, no céu, intercessores a junto a Deus.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Foi o melhor texto que li sobre o assunto, muito esclarecedor, a maioria só sabe dizer que os cristãos são perseguidos mas nao vai além. Parabens! A India é mais complexa do que imaginamos!
    Obrigada pela menção sobre o sikhismo!
    Abraços!

    Curtir

  3. Olá. ótimo post, como sempre, mas só uma informação para acrescentar: Na verdade antes dos portugueses chegarem a Índia já havia católicos. na verdade os indianos se tornaram católicos antes do portugueses! Os cristãos de São Tomé, assim chamados por alegarem terem sido convertidos no século I d.c. pelo próprio se dividem na Igreja católica sirío malabar em Kerala, que foi anexada a Igreja Católica ainda no século XVI, e na Igreja Ortodoxa sirio Malabar. Sat Nam!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s