Assédio na Índia – Como faz?

marigold-1

Todos os nossos leitores que têm algum desejo de vir à Índia já devem ter lido relatos a respeito do assédio às estrangeiras que aterrisam por aqui.

Acredito que este assédio varie com mais intensidade de uma região para outra e também do tipo de estrangeira que você é. Trabalho com vários estrangeiros, na maioria japoneses, chineses e coreanos e, acho que nenhuma delas nunca sofreu nenhum problema em relação a isso aqui em Mumbai. A maioria viaja sozinha ou em dupla pela Índia e nunca as ouvi reclamar de nada.

jap1

Resolvi entrar neste assunto justamente porque, pela primeira vez, aconteceu comigo.

Ontem, pela manhã, como de costume, peguei um auto-ricksaw para ir à empresa. Geralmente eu ando toda coberta, mas ontem, eu estava ainda mais, usando uma bata com manga comprida. A calça era um salwar, ou seja: mais larga …impossível!

salwar

Entrei no ricksaw e falei para o motorista o destino. Até então, tudo bem. Depois disso, percebi que ele começou a olhar muito para trás e tambpem pelo retrovisor, o que começou a me causar certo incômodo. Eu estava escutando música e fechei a cara. Quando chegou perto do escritório, dei mais instruções a respeito do caminho, as quais eles entendeu muito bem, mas fez questão de fazer aquilo aqui um assunto. Então, bem seca e de cara fechada disse: Primeiro sinal, vire à direita.

auto-rickshaw

Chegando na porta do local onde trabalho, ele me diz que não tem troco para as 50 rúpias que dei. E, começa a dar uma de malandro, sorrindo e se derretendo todo como se fosse um kulfi!

mango-kulfi-2

A cara que já estava fechada, fechei mais ainda e disse: – “Também não tenho troco.”

Aí, do nada, ele conseguiu o troco e, quando peguei das mãos dele, adivinha o que o mal acabado fez?

Aproveitou que o cotovelo dele estava na mesma altura na minha perna e passou o cotovelo nela, na maior cara de pau!

É difícil prever a nossa reação nesta hora. Mas, fiquei tão, mas tão p da vida, que desci do veículo e o xinguei com um dos poucos nomes que conheço em hindi:-  Kutteeeeee!!!!!!! (kuttee vem da palavra kutta, que significa cachorro e é um xingamento bem usado por aqui, apesar de ter outros bem piores!)

assedio1

Fiquei depois pensando qual teria sido o fator que levou o carinha a cismar comigo, sendo que não tinha nada ali para despertar nenhum desejo nele. Quando cheguei em casa e contei pro meu esposo o ocorrido, ele disse que eu deveria ter gritado e esbofeteado o cara, pois assim na mesma hora, um monte de gente ia aparecer e dar uns bons supapos nele. Alias, foi exatamente isso o que aconteceu com uma estrangeira aqui perto de casa há uns meses atrás. O indiano taradão andando na rua, viu a estrangeira no autoricksaw, não pensou duas vezes e agarrou os peitos da moça!!! Na mesma hora, ela o agarrou gritou que tinha um tarado aqui. Uma multidão se juntou e deu a ele o troco que merecia!

Bem, não dá para fazer como alguns blogs que cismam em insistir que todo indiano é tarado e passam uma imagem horrível do povo aqui. Seria a mesma coisa do meu esposo virar para mim e dizer que toda brasileira é vadia, não é mesmo? A verdade é que nunca sabemos quando e onde isso pode acontecer. Já passei por situações piores no Japão, onde o número de tarados é quase igual ao número de vídeo games que eles inventam a cada ano. Também não dá para dizer que a sua roupa chamou atenção ou que você se comportou de jeito diferente. Quando o cara está com a mente voltada para isso, ele vai achar atração e se excitar até com uma mulher usando burka!

burka

Contei para minha amiga indiana o acontecido e ela também achou estranhíssimo, ainda mais aqui em Mumbai! Mas, me disse algo que talvez tenha um fundo de verdade:

– “Talvez ele tenha percebido que você era estrangeira, por causa do seu sotaque. Porque eles sabem quando é um sotaque de alguém de outra parte da Índia ou de outra parte do mundo.”

Bem, pode até ser. Só espero que não aconteça mais, porque da próxima, eu acho que surto e não respondo por meus atos!

shoes

Um grande abraço e até a próxima!

By Tabibito

 

2 comentários sobre “Assédio na Índia – Como faz?

  1. “se derretendo todo como se fosse um kulfi!” adoro kulfi! Voltando ao assunto, esse assédio é um problema mesmo. Meu marido me fala que tem homem que age exatamente dessa forma falou que nem a burca salva desse tipo de gente. Isso está na cabeça do homem e as indianas também sofrem com essas “investidas” desse tipo e não importa a roupa que estejam vestindo. Eu me lembro de um blog bem antigo, uma moça que morava na Síria e relatava esses abusos, ela disse que mesmo usando burca os homens tentavam encostar nela, passar a mão.

    Beijos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.