Bonitinho é só o meu filho!

natya-south-indian-baby-pictures

Apesar de gostar muito daqui e não ter tido maiores problemas de adaptação como tive no Japão, tem algumas coisas que ainda são difíceis de se acostumar por aqui.

Uma delas é o fato de ter que me controlar quando vejo alguma criança fofinha ou algum bebê lindinho na rua. Geralmente, seja no Brasil ou Japão, diante de tanta fofura, as pessoas param, mexem com a criança, conversam com os pais etc.

Qual não foi meu choque quando fui fazer o mesmo com os filhos dos indianos e fui chamada a atenção pelo meu esposo!

Não faça assim!

Ahn…mas ele é tão fofo!!!

Eu sei que é fofo, mas o povo aqui acha que você está jogando mau-olhado pra cima da criança porque não tem filhos ainda.

Credo! Mas eu não tô!

Sim, mas a mentalidade de muita mulher indiana é assim, mesmo da classe alta.

Puuxa…já estava pronta para apertar as bochechas da criança…

sweet-indian-baby-eating-cookie-13880613

É difícil de controlar, confesso, mas estou tentando. O que acontece às vezes, é que entramos em algum lugar e a criança sorri para a gente. Neste caso, não tem como não mexer. Afinal, ela é quem começou! E, geralmente, quando isso acontece, os pais costumam sorrir também e demonstrar menos resistência.

Então, hoje em dia, eu espero a criança dar o sinal primeiro.

O mais interessante aconteceu quando meus sogros foram conhecer a empresa onde trabalho e levaram meu sobrinho de 3 anos junto. Como tem vários estrangeiros na empresa, os gringos na mesma hora que viram meu sobrinho ficaram doidos e começaram a falar: -Oi, nenê!Ai, que gracinha…. – Qual o nome dele?

Depois, quando chegamos em casa, meu sogros comentaram que tinham gostado muito e que estavam impressionados com o fato de os estrangeiros serem tão diferentes dos indianos em relação ao filhos dos outros. E até disseram que neste quesito, os indianos podiam aprender com os estrangeiros. Bem, dito por eles mesmos!

indianbaby

Bem, fica aí a dica para quando você vier à Índia!

Um abraço e até a próxima!

By Tabibito

Anúncios

3 comentários

  1. Interessante! Eu não sabia disso porque aqui no Brasil acontece o contrário. Meu marido fica todo bobo quando vê alguma criança e já quer logo pegar no colo e apertar as bochechas. Aí eu falei para não fazer isso com filhos de estranhos porque eles podem pensar que ele tem más intenções, infelizmente aqui a gente não pode nem mais tocar em alguma criança por que as pessoas pensam que pode ser algum maníaco, pedófilo, sequestrador etc No início ele ficou chocado com a minha explicação, mas já se acostumou a brincar de longe com algum tchauzinho quando alguma criança sorri.

    Beijos!

    Curtir

    • Hahaha…entendo. Meu esposo tambem adora crianca, mas mexe de longe.No Brasil eu sempre mexi com a criancada e em 99% dos casos fui muito bem recebida.Mas, no caso do seu esposo, pode estar relacionado ao fato de ele ser homem. Bem, aqui na India meu marido tambem mexe com as criancas e os pais nao torcem o nariz, Mas, de repente, aqui eh justamente o oposto: Como sou mulher, eles acham que sou recalcada e posso jogar quebranto na crianca. Bem, nao sei se essa linha de pensamento esta correta, mas foi o que me veio a mente agora. Um abraco!

      Curtir

      • Sim, exatamente pelo fato de ser homem as pessoas olham com desconfiança. Quando percebem que ele é casado e estou junto melhora um pouco mas mesmo assim os pais das crianças ficam apreensivos e preciso orientá-lo. Já na Índia acredito sim que elas pensam que nós que ainda não temos filhos somos recalcadas hahaha tudo para eles é questão de mau olhado, inveja, quebranto principalmente se o bebê for um menino!

        Beijos!!!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s