Karwa Chauth, jejum e afins

karwachauth2
A 1ª vez que ouvi falar neste festival foi ano passado, quando numa conversa com meu então futuro esposo, ele me diz que sua mãe e cunhada estão jejuando. Jejum?? Eu achava que isso era coisa de cristão radical ou muçulmano. Muito curiosa, claro que eu perguntei o porquê. E, na época, ele me explicou que era para a longevidade dos maridos e este jejum era feito apenas pelas casadas. Na hora pensei: -Aaaai….onde fui amarrar meu burro?
Hoje, passado 1 ano, já aprendi mais um pouquinho e descobri que este jejum que elas fizeram faz parte de um festival chamado Karwa Chauth, o qual acontece alguns dias antes do famoso Diwali.
Este jejum é dos brabos: Enquanto em outras festividades as mulheres jejuam apenas ingerindo doces, no Karwa Chauth ela fica o dia inteiro sem comer e beber nada, nem água. Começa antes que o sol nasça e termina apenas depois que a lua aparece e terminam todas as orações. Isso, claro, após oferecer água para a lua.

Aish após um dia de jejum.
Aish após um dia de jejum.

Mas, ainda bem que não fica só no jejum. À noite, as mulheres vestem belíssimos sarees de de cor vermelha ou pink ou então, o belíssimo (meu predileto) lehenga choli. As recém casadas, geralmente usam o seu vestido de noiva. Isto, claro, com todas as jóias a que se tem direito e mehndi ou tatuagem de henna nas mãos, completando o look.
karwachauth4

karwachauth
Vale lembrar também, que este jejum é de apenas 1 dia e é realizado mais nas regiões de Uttar Pradesh, Uttar Khand, Uttaranchal, Himachal Pradesh, Jammu e Kashmir, Haryana, Punjab, Rajastão, Gujarati e outros.
A parte boa, claro, é que em algumas regiões, a mulherada ganha vários presentes dos parentes.
Mas, claro, como não poderia deixar de ser, há inúmeras críticas feitas a esse festival. Uma delas, seria a de que ele é extremamente machista, uma vez que só as mulheres jejuam. Aliás, eu já vi outras festividades lá na cidade onde moro e, só vejo as mulheres da vizinhança jejuando. Um dia de manhã, uma delas aparece lá em casa e eu fui oferecer um chai. Ela me disse que estava jejuando. Aí, eu descobri que se jejuava em muitas outras ocasiões e, de novo, só as mulheres. Não gostei, ainda mais porque eu não acredito que o amor de uma esposa pelo seu esposo seja expresso através de um jejum ou que ele terá mais longevidade se eu o fizer. Eles terão mais longevidade sim, se: fizerem exercícios regularmente, não fumarem, não beberem, não comerem tanta gordura, etc.Não só eles, mas nós, também. E, o verdadeiro amor é aquele expresso diariamente, quando por exemplo, um ajuda o outro em tudo, incluindo as tarefas domésticas. Um ajuda a levantar o astral do outro quando a coisa não está indo bem, etc, etc. Ou seja, não acredito que haja um dia especial para demonstrar que amo meu esposo e que quero que ele viva até 100 anos.
karwachauth3
E, fica a questão? E quem vai orar pela longevidade da esposa?? Enfim, já deu para perceber que eu não curti essa parada de só a esposa ter que ficar de jejum pedindo que o marido viva bastante.
Já outro grupo de feministas indianas defende o festival e diz que ele é até avançado, pois é um dia inteiramente das mulheres, no qual elas não precisam trabalhar, não precisam cozinhar, podem se embelezar e ainda ganham presentes! Sim, mas a motivação principal do festival não são as mulheres e, sim, a longevidade dos ….maridos! Sacou?
Agora você deve estar se perguntando: E aí, Juliana? Você vai participar do seu 1º Karwa Chauth ou não?
Não. Afinal, eu já oro pela saúde e sucesso do meu esposo e da família toda todo dia.
Uma curiosidade: Há alguns anos, Aishwarya Rai virou notícia,quando recusou-se a participar de um importante festival de cinema porque tinha que estar presente nas celebrações de Karwa Chauth na casa dos sogrões Amitabh e Jaya Bachchan. Claro que o povo AMOU!!
karwa1
Então, já que não tem Karwa Chauth aqui em casa, deixo com vocês algumas imagens da celebração, imortalizada em algumas canções de Bollywood.



Aqui, um interessante artigo sobre o festival ser extremamente sexista.(em inglês)
http://blogs.timesofindia.indiatimes.com/Citycitybangbang/entry/decoding-the-new-karwa-chauth
Independente de qual seja a sua visão do festival….Happy Karwa Chauth!!
by Tabibito

Anúncios

6 comentários sobre “Karwa Chauth, jejum e afins

  1. Eu também gostaria de ver os maridos jejuando pelas esposas. Mas acho que esse machismo todo de apenas as mulheres jejuarem vem da época que só os homens trabalhavam fora e a única segurança na vida que a esposa tinha era o marido, por isso rezavam pela longevidade dele para não serem queimadas no sati ou não serem maltratadas pela família do marido na ausência dele. Se o homem fizesse o jejum o trabalho não renderia. É a minha opinião, na verdade nunca me explicaram a razão da indiana sempre rezar pelo marido e o marido não rezar pela longevidade da esposa. Mesmo assim eu vou fazer o jejum, gostaria muito de estar aí no meio de outras pessoas jejuando, assim eu teria mais incentivo. Jejuar sozinha é um pouco chato hehe
    Beijos

    Curtir

    1. Oi, Star!É bem como você disse mesmo: Antigamente as mulheres dependiam do esposo para tudo e tinham mais é que pedir a Deus que eles vivessem o máximo de tempo possível. Essa idéia ainda é bem enraizada aqui, tanto que tem a expressão Pati Dev, como as esposas devem chamar seus cônjuges. Sempre que encontrmos algum casal indiano eles me perguntam como eu chamo meu esposo e fazem sempre piada, dizendo que eu deveria chamá-lo de Pati Dev. Kakaakaa..Um abraço e obrigada pelo comentário.

      Curtir

  2. Eu estou a celebrar o Karva Chaut e o meu marido faz jejum também comigo e o meu sogro também faz pela minha sogra 🙂
    Eu não tenho muita fé nestas coisas mas faço pelo meu marido porque afinal e costume dele e quando eu quero ele vai comigo a igreja também. E aqui onde estou as mulheres da família e vizinhas festejam a preceito entao como poderia ficar de fora? Eu adoro estes festivais, da mais alegria ao dia a dia e eu gosto de participar em tudo que e ritual pois sempre adorei religiões diferentes. Nos vamos fazer um programa so para casais e tudo a noite, para mim e uma data especial 🙂
    Beijo!

    Curtir

    1. Nossa..que interessante, Claudia!Então o homens da sua família também jejuam pelas esposas!Sim, sim..entendo…se eu estivesse em U.P., junto com meus sogros, com certeza eu participaria das festividades. Infelizmente, aqui em Mumbai quase nem se falou nesse festival. Sim!Sou que nem você: Também adoro participar de tudo que é ritual e conhecer as religiões. É sempre bom e importante ter uma visão ampla do assunto, né? Um abraço e obrigada pela visita!

      Curtir

      1. Oi juliana 🙂
        Que eu saiba só o meu sogro e meu marido fazem, os outros tios e tão nao fazem! O meu marido e mais moderno e o meu sogro segue o exemplo e bem 🙂 a minha sogra fica toda feliz claro esta!
        Já agora o meu blog não foi deletado, simplesmente mudou de endereço! Não deixe de passar por lá 😉 agora e oleaoeaprincesa@blogspot
        Beijo!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s