Até chegar na Índia…

 O primeiro país pelo qual me apaixonei foi o Japão. Desde os 10 anos de idade eu sonhava em conhecer o Japão e, parecia que o mundo inteiro vinha ao Japão e minha hora nunca chegava. Finalmente, aos 20 anos, coloquei meus pés em território nipônico pela primeira vez, realizando assim, o meu grande sonho. Depois de adulta, o grande sonho era conhecer a Índia, sentimento que ficou mais forte de uns 4 anos para cá. E, era a mesma coisa: Parecia que o mundo inteiro ia para a Índia e minha vez não chegava. Mas, finalmente, chegou a minha vez!

Mas, até colocar meus pés na Incredible India, o consulado indiano de Tóquio me deu muuuuita dor de cabeça e o meu visto chegou horas antes de eu sair para o aeroporto!Imaginem só a tensão? Passagem comprada, gente me esperando na Índia com tudo pronto e…o visto não saía. Eles deram inúmeras desculpas, as quais foram todas esfarrapadas e só serviram para mostrar a incompetência deles e o quanto eles não trabalham naquele lugar. O desespero na última semana antes da viagem era tanto que cheguei a sonhar que chegava num guichê e duas mulheres diziam que meu visto tinha sido recusado e, ainda me entregavam um papel em alfabeto telugo??Putz!!No meu roteiro nem constava Hyderabad!Mas, graças a Deus, só a ele mesmo, o bendito visto saiu e, Tabibito chegou na Índia no dia 24 de dezembro de 2012. Presente de Natal melhor que esse não tem, né?

Há anos que leio blogs sobre a Índia e, este ano, claro, li blogs, livros, guias turísticos e tudo que se possa imaginar. Com exceção dos guias turísticos, a maioria dos blogs não falava coisas muito animadoras em relação a Índia, independente do blog ser em português, inglês ou japonês. Uma coisa eu tinha certeza: Ou eu ia amar de paixão o país ou eu ia odiar profundamente!Não teria meio termo.

Claro que passei por alguns perrengues lá, os quais eu conto melhor nos próximos posts, mas no geral, eu A-DO-REI e não vejo a hora de voltar!

Cheguei ontem no Japão e, no aeroporto já deu para perceber a diferença: aqui você não sente que está vivo. Na Índia,você não consegue esquecer que está vivo.

Aqui no Japão ouvi dizer que muita gente que tinha perdido o sentido da vida e já tinha até pensado em suicídio, quando esteve na Índia, voltou como uma outra pessoa e com uma nova perspectiva de vida. Só para vocês terem uma idéia do poder que este país exerce. Aguardem os próximos posts!Beijos!

 

Anúncios

5 comentários em “Até chegar na Índia…

  1. Puxa, fico feliz em você conseguir realizar seus sonhos, e se Deus quiser, você poderá retornar a índia. O primeiro país pelo me apaixonei também foi o Japão, mas ainda não tive oportunidade de ir lá, até porque, não estou preparada e sou muito nova e a prioridade claro, é os estudos. E nesse ultimo trecho me deixou com perguntas, e eu gostaria que você as respondesse.
    Você acha sua vida no Japão ta legal ou acha que ela já ta ficando chata?
    Convivendo com o cotidiano japonês, você acha muito estressante e muito rígido?
    Porque (que motivo) você acha que as pessoas no Japão estão perdendo o sentido da vida?
    Um beijão pra você e até mais!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s