No que os japoneses acreditam?

  oterajinja       Se você procurar na internet sobre a crença ou religião do Japão, com certeza vai estar escrito Budismo ou Xintoísmo. Porém, diferente do Brasil e de muitos outros países (talvez a maioria), a religião ou crença não afeta ou influencia em praticamente nada o cotidiano dos japoneses.

  Hoje, a religião no Japão é muito mais parte da cultura, com seus festivais e rituais do que de uma crença e modo de vida, propriamente ditos.

  Bom, vamos ver aqui alguns exemplos. Quando a criança nasce, é normal os japoneses chamarem um monge para escolher um kanji para o nome do bebê. Quem estuda japonês sabe os ideogramas tem são dividos por traços. Então, nesse caso, aí entra a numerologia. Quando vão escolher um nome para a criança, eles querem que a soma dos traços dos ideogramas dê um número de sorte. Se der 4 ou 14 ou qualquer outro número que termine em 4 (morte) ou 9 (sofrimento) já é descartado.

  jinja2

  Depois que a criança nasce, eles costumam fazer uma visitinha ao templo, chamado Miya mairi(宮参り), onde levam a criança e rezam pela saúde e desejam tudo de bom para ela. O miya mairi é feito em templos xintoístas.

miyamairi

miyamairi2

  Outro exemplo são os eventos de fim de ano. No último dia de dezembro, temos o Joya no kane (除夜の鐘), onde batem o sino do templo budista. Já no primeiro dia do ano, temos o Hatsumoude, que é a visita dos japoneses ao templo xintoísta para pedir aos deuses boa sorte, fartura, saúde e tudo de bom que todo mundo quer.

   E, não tem aquela de: “Não, eu sou budista. Jamais entro num templo xintoísta. “ Aqui é tudo festa e, na mente deles, quanto mais benção e proteção, melhor!

    Então, se você chamar um japonês para receber uma oração em uma igreja porque vai ser abençoado em alguma área da sua vida, provavelmente ele irá. Se você chamá-lo para participar de algum ritual ou festival hindu, ele também, provavelmente, não irá recusar. Neste ponto, eu acho os japas ótimos. Não tem nenhuma frescura com comida e nem aquele negócio de querer dividir e agrupar tudo em sagrado e profano.

   sanpairoute

    Tanto que eles acham um absurdo quando eu conto que se estuda religião nas escolas do Brasil. Na verdade, catolicismo, na maioria. Nunca vi nenhuma escola ensinar candomblé ou budismo. Alguém já viu??

    A palavra equivalente a religião em japonês é shuukyou(宗教). Mas, shuukyou é uma palavra que na maioria das vezes não soa muito bem aos ouvidos japoneses. Porquê? Deve ter vários motivos, mas principalmente, por causa da atentado ao metrô de Toquio, em 1995, do Gas Sarin, realizado pelos seguidores de uma seita. Até hoje ainda está bem vivo na mente deles e os ultimos envolvidos foram presos este ano.O lider da seita chamada Oumushinrikyou é este cidadão aqui, adorava e seguido fielmente pelos membros da seita.

 

       Mas, também não se pode dizer que os japoneses são ateus ou não acreditam em nada, porque eles adoram ganhar ou comprar os famosos omamori(お守り), que são os amuletos ou patuás vendidos em templos, cada um para um propósito diferente. Tem omamori para segurança no trânsito, tem omamori para passar no vestibular, tem omamori para arranjar marido, tem omamori para ter um bom parto e por aí vai. A lista de utilidades é extensa.

       omamoriomamori2

  Outra coisa muito comum aqui e que a gente encontra até nos shoppings são as cartomamtes ou adivinhos ou seja lá o nome que for. Aqui eles são chamados de Uranaishi(占い師). Uranai vem do verbo uranau(占う), que é prever o futuro. Você encontra dos mais variados: Tem quiromancia, cartomancia, runas, etc.

  uranaishi

uranaishi2

   E, sempre que eu passo por esses caras, eles estão atendendo alguém. Ou seja, o povo frequenta!

  E, não é que nem no Brasil, onde muitas pessoas frequentam as religiões de origem africana, procuram mães de santo, mas ainda preferem se auto-denominarem cristãs e manter em sigilo que frequentam esse tipo de lugar. Aqui não tem essa!

  Os japoneses geralmente acreditam que os ancestrais os protegem e quando algo de bom acontece ou quando são salvos de alguma situação perigosa, eles costumam dizer: “Meu avô me protegeu! ou Minha mãe me protegeu. Caso estes dois últimos já estejam mortos, claro. Eles também acreditam em espíritos, fantasmas e coisas do tipo. É muito comum ver na tv programas tratando de casas mal-assombradas e espíritos obscessores. Isso será assunto para outro post.

 

     Os japoneses também acreditam em vida após a morte e reencarnação. Outro dia, uma famosa artista cujo filho cometera suicidio há alguns anos, foi perguntada sobre o que sentia em relação a este filho, e ela disse: – Raiva! Tenho vontade de esganar ele! Como pode ser assim tão idiota???Mas, deixa estar.. não falta muito tempo pra eu fazer a passagem. Quando eu chegar lá e encontrar com ele…ahn..mas ele vai apanhar muito, aquele moleque!!!. Ou seja, eles não só acreditam em vida após a morte, mas que também continuam lúcidos e ativos depois dela. Para dar umas boas palmadas no filho, vale tudo!

  Por outro lado… sabemos que a taxa de suicídio aqui é altíssima, principalmente entre jovens e crianças. Há muitos que dizem que isso é porque os japoneses não crêem em nada e não tem uma base religiosa. Bom, cada um deve ter uma opinião e tese a respeito do assunto. Mas, prefiro não entrar nesse assunto.

 O que podemos dizer é que no Japão, a religião está mais ligada a rituais e algo que os faz se sentirem como “japoneses” do que algo que influencia os seus hábitos diarios.

  sanpai

sanpai2

 Um abraço e até a próxima!

 

Anúncios

18 comentários sobre “No que os japoneses acreditam?

  1. Ola.foi muito interessante visitar seu blog e tirar varias duvidas eu tenho uma duvida e muito dificil de traduzir o que os japoneses falam?porque eles falam muito rapido e se tiver conhecimento em ingles consegue se comunicar? Obrigado

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Dynart. Bem, hoje ja nao acho dificil entender ou traduzir o que eles dizem, porque eu estudo japones desde os meus 14 anos. Se tiver conhecimento de ingles, ajuda, mas muito pouco, porque a maioria nao sabe ingles e, mesmo que saiba, morre de vergonha de falar. Melhor aprender umas frases em japones mesmo. Um abraco.

      Curtir

    1. Obrigada, Carlos! E obrigada por sua visita e comentarios! Hoje em dia, como moro na India, nao tenho focado tanto o blog na cultura japonesa, mas sempre que posso, eu posto algo sobre o Japao. Um abraco!

      Curtir

  2. Gostei do seu post, mas uma coisa que eu sempre fiquei curioso, é que se os xintoístas e os budistas (como vc já disse que é a maior parte da população japonesa) acreditam em um Deus Único e Supremo. Digo pois estava assistindo um jogo da copa do mundo, e na tradução do hino japonês tinha uma parte que dizia “governai meu Senhor”, mais ou menos isso. Obrigado pela atenção.

    Curtir

  3. Japão,um pais que me fascina,emociona e me diverte

    Eu deveria ter nascido la,porque desde pequeno,enquanto eu aprendia a falar com o Roletrando do Silvio Santos,gostava de Jaspion e Changeman a toa e ainda eu falava tudo que eles falavam

    Tenho impressão que minha vida passada era no Japão.Quem sabe Deus coloque minha alma num corpo japones após minha morte

    Curtir

    1. Oi, Phillippi!Obrigada pelo comentário!Sim…entendo perfeitamente o que você sente, pois eu também era assim. No meu caso tudo começou com Changeman, Jaspion, etc, também. Daí surgiu a vontade de estudar japonês, de ir ao Japão e hoje, graças a Deus, a língua japonesa é o meu ganha-pão. Não sei se você sabe sobre as bolsas de estudos oferecidas pelo governo japonês. Tente se informar no site do Consulado Geral do Japão em São Paulo. Muitas das bolsas são exigem que a pessoa saiba o idioma. Tente se informar e, se tiver alguma dúvida, pode me escrever: juinjapansince2007@gmail.com
      Um abraço e boa sorte!

      Curtir

  4. Bem interessante esse seu post.Eu acho bem interessante essa religião, crença, não sei, o budismo e o xintoísmo,tem vários mitos e tals. Algumas coisas parecem bizarras, mas eu acho bonito os templos, tudo ao redor.É bem curioso! E só uma pergunta, por acaso você já fez um post sobre educação, escolas japonesas?!
    Um abração pra você!

    Curtir

    1. Oi, Mayara!!!Obrigada pelo comentário!!Sim, eu também tenho uma certa fascinação por templos, sejam eles budistas, xintoístas, etc. Se eu já fiz um post sobre escolas japonesas?Na verdade, aqui no Tabibito ainda não, mas eu tenho um outro blog que só fala desse assunto. Porque eu trabalho diretamente com as escolas japonesas aqui, lá eu posto sobre as coisas que eu vejo nas escolas todos os dias É o meu blog sério, enquanto o Tabibito é mais descontraído. Se você quiser fazer uma visitinha…
      educacao-brasil-japao.blogspot.com

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s