Namorando no Japão – parte 2

Continuando o nosso post de ontem sobre o assunto “namoro no Japao”…..

5- Os homens japoneses são cavalheiros?

Precisa responder essa?? Claro que não são. Hahahahaa. Mas, isso também é relativo. Não quer dizer que eles sejam uns cavalos! Se você espera que ele se comporte como um italiano, espanhol, brasileiro, cheio de firulas, te elogiando, falando que você é linda, abrindo a porta do carro pra você…esquece! Você não vai aguentar namorar um japa!

Mas, se você se despreende desse conceito ocidental de cavalheirismo, ainda mais porque poucos homens aqui sabem fazer isso, pode ter um ótimo relacionamento com o seu japinha. E, geralmente, os japoneses que sabem ser cavalheiros, ou são treinados para isso, que são os hosts (os quase garotos de programa) ou porque já viveram em algum país ocidental por muitos anos. Fora isso, é quase uma raridade encontrar isso por aqui.

Aliás, uma coisa que eu percebi depois desses anos todos morando aqui é : Se um ocidental faz esse tipo de coisa comigo, eu vou achar legal e vou me sentir lisonjeada. Mas, se um japonês faz isso, eu já vou ficar com o pé atrás pensando: “O que é que ele tá querendo??”. Sim, porque isso é bem raro por aqui. Não é normal mesmo, gente! Outras amigas japonesas já me disseram que sentem a mesma coisa em relação aos homens daqui quando eles são muito cheio de firulas ou ficam elogiando. Mas, em compensação, se chega um francês (sim..elas amam os franceses!) e as trata assim, elas se derretem todas e pronto!O cara ganha a japa facinho, facinho.

Como eu postei há algumas semanas atrás, achar alguém para casar aqui não é fácil, tanto que há muitas agências que oferecem este tipo de serviço. E, dentro do pacote que você fecha com a agência, tem alguns cursos, nos quais está incluído o tema “como ser cavalheiro”. Sim..como pouquíssimas coisas aqui são espontâneas, até pra isso, eles precisam de treino e ensaios!!!OMG!!!

Não é à toa que vemos tantos casais onde a moça é japa e o rapaz é estrangeiro. Até os coreanos estão fazendo mais a cabeça das japas hoje do que os próprios japoneses. Sim, porque apesar de machistas, parece que os coreanos são mais gentis em relação às suas namoradas. Bom, eu até hoje nunca tive muito contato com coreanos. Então, se você entende do assunto, pode deixar um comentário aqui, por favor. 

E, claro, outro fator que contribuiu bastante para que as japonesas preferissem os coreanos aos japas, foi o fato de começarem a exibir exaustivamente as novelas coreanas aqui no Japão. Depois disso,  toda mulher sonha em encontrar o seu Yong-sama (protagonista do super sucesso Fuyu no Sonata).

6- Os japoneses são machistas?

Bem….difícil responder isso hoje, depois de tantos anos aqui convivendo com eles. Sério!Hoje eu não sei mais o que é machismo ou não. Terrível, não?

Quando cheguei aqui em 2007, achava certas coisas o cúmulo!!!Ainda mais porque eu era hiper feminista e tinha acabado de chegar do Brasil. Porém, hoje, em 2012, eu posso dizer que já não sei mais responder se sim ou se não, porque percebo que muitas coisas que eles faziam na época e eu achava o cúmulo do machismo, hoje já acho normal. E, depois de ter contato com pessoas de países como Índia, Arábia Saudita e Paquistão, posso dizer que perto dos caras de lá, a maioria dos japoneses não é machista. Então, tudo depende muito do ponto de vista.

Vamos pensar no quesito “namoro“, primeiro. Você saiu com o japa. Quem paga a conta? Melhor deixar sua carteira a postos e ficar pronta caso ele fale: “betsu betsu” (separado) para o caixa. Mas, pode ser que ele veja você pegar sua carteira e na mesma hora mande você guardá-la, pois na cabeça dele, ele é o homem e, portanto, ele deve pagar. No trabalho, a coisa já rola assim: quem tem o cargo de mais alto escalão e, que teoricamente ganha mais, é ele quem paga a maior parte. Quem paga a menor parte são as mulheres (as feministas piram!!) e os funcionários recém-contratados ou com contratos temporários.

Mas, pense bem: Geralmente depois que casam, os homens japoneses costumam dar todo o seu salário na mão da patroa. E, ela é quem administra tudo. E, é pra ela que ele tem que pedir o dinheirinho se quiser tomar umas cervejinhas com os amigos depois do trabalho. Elas controlam tudo. Será que eles são tão machistas assim?

Uma coisa que considero extremamente machista, se é essa a palavra correta, é o fato de eles deixarem de olhar sua esposa como mulher depois que ela vira mãe. E, elas também colaboram, né? Basta ver as roupas que elas usam depois que se casam ou viram mães. Uma vez apareceu uma mãe estrangeira lá na escola que eu trabalhava para buscar a criança e, estava toda bonitona, arrumada, com maquilagem e salto alto. Estava bonita, mesmo. Nao estava vulgar nem nada. Ninguém dizia que a moça já tinha uns 3 filhos. Achei isso o máximo!! Mas, qual não foi meu choque quando a professora japonesa, de 30 anos, na época, disse:

– “Aaahn….eu acho que ela não deve conseguir ser uma boa mãe e esposa. Como pode gastar tanto tempo se arrumando assim? E as coisas da casa? E o marido? E os filhos? Ah, nao….nunca que eu vou fazer isso depois de casar! “

Na época, eu não tinha tanta paciência como agora e logo retruquei:

“É que no Brasil (a moça era brasileira), a mulher continua sendo mulher depois que casa. Casar não significa morte. Significa apenas uma nova fase. Então, se ela já se arrumava antes, porque não se arrumar agora?O marido agradece.

E, geralmente as crianças gostam de ver sua mãe bonita, cheirosa e arrumada. E, não tem coisa mais linda do que um filho ter orgulho de sua mãe, né?

Ou seja…no caso, a machista aqui era a própria japa!

Talvez tenha algumas coisas que sejam um pouco machistas, se comparadas ao ocidente, mas na cabeça do oriente, o ocidente é uma pu**aria só. Esta é a verdade. Dói, é um saco ter que provar todo dia que ocidental não é vadia, mas…

7 – Ainda tem aquele lance de a mulher andar atrás do homem?

Só entre alguns casais mais idosos. No geral, eles andam lado a lado. E, mesmo que não seja de mãos dadas, geralmente estão um do lado do outro, pelo menos.

Deixa eu contar um “causo” para vocês:

Conheço um senhor japones com mais de 70 anos, casado há quase 50 anos e, já tive a oportunidade de sair com ele e sua esposa. E percenbi que ele sempre ia lá andando disparado lá na frente e, eu a esposa íamos lá atrás. Não que isso seja uma regra, mas ele já ia lá na frente com aquele intuito de logo catar um táxi, de resolver as coisas, de comprar as coisas, de chegar no restaurante primeiro e já dizer que queria mesa para três. E, quem ia de braço dado com a esposa, era eu!!!

A primeira vez que saí com eles, me chocou um pouco. Mas, depois eu vi que talvez eu estivesse vendo as coisas por um ângulo ocidental. Mas, se eu tentasse ver as coisa por um ângulo oriental, já não seria tão estranho assim. Vejam: Na mente ocidental, ele deveria ir de braço dado com a esposa, acompanhá-la e ir conversando conosco numa boa. Porém, na mente oriental, não. Ele, como o homem do grupo, deve sair na frente para resolver as coisas. Quando a gente chegar mais na frente, já terá um táxi esperando. Quando a gente chegar no restaurante, não vai precisar esperar, porque a mesa já vai estar preparada para três. Chegando na estação, ele mesmo já vai dando os bilhetes pra gente e tal. Ou seja: Não seria um jeito diferente de ser cavalheiro?? Diferente, sim. Um jeito só deles, é verdade. Mas, não quer dizer que seja de todo ruim, né?

Basta a gente mudar a nossa visão um pouco para entrar num novo mundo.

Concluindo esta 5a pergunta, os homens japoneses não são cavalheiros, mas são extremamente bonzinhos, na minha opinião. Eu atreveria dizer até que eles são um pouco “bananas” demais. Samurais?Kamikazes?? Esqueça!Hoje o que mis temos aqui é a espécie Soushoku danshi 草食男子( herbívoros), bem fraquinhos, sem atitude, sem muita opinião, parecendo uma mocinha em apuros.

Então, aqui o negócio funciona mais ou menos assim: Se você quer viver um baita dum romance de tirar o fôlego, daqueles que a gente só vê em Hollywood ou Bollywood, esqueça dos japas. Melhor tentar outros países.

 

Mas, se você não se importa tanto em viver um conto de fadas, mas prefere pensar mais pé-no-chão, como casamento, filhos etc, então os japas podem ser uma boa pedida.A maioria deles é muito responsável e se você casar com um deles, pode ter certeza de que eles vão fazer de tudo para nunca faltar nada em casa pra vocês e pra criançada. Talvez ele não te cubra de elogios e diga que você está linda. Talvez nem diga que te ama todos os dias. Mas, em matéria de responsabilidade e trabalho, eles são ótimos maridos. Mas lembre-se que toda regra tem sua exceção, né?

Resumindo…mesmo no Japão, onde tentam padronizar tudo, inclusive o povo, há gente de todo tipo e disposta a todo tipo de coisa. Há japoneses super fofos e carinhosos e também os do time FDP, que só querem farra mesmo. Mas, isso aí, existe em tudo que é lugar do mundo.

Se eu aconselharia alguém a namorar ou casar com um japonês? Porque não? Vai fundo e seja feliz!!!

E, como este assunto é muito vasto, ele ainda vai continuar nos próximos posts!!!Aguardem!!!Um abraço e até a próxima!

Anúncios

7 comentários

  1. Olá, Tabibito. Tudo bem? 😀
    Tenho 22 anos, sou gay e, em breve, pretendo me candidatar a uma bolsa de mestrado no Japão.
    Você saberia me dizer como é a questão do preconceito relacionado à população LGBT por lá?
    Desde já, agradeço a atenção.
    Abraço,
    Alex

    Curtir

    • Oi, Alex!Tudo bom? Obrigada pela visita.Olha, tenho alguns amigos gays que conheci no Japao e percebo que eles se sentiam muito mais seguros la do que no Brasil. O motivo, segundo eles, seria o de que a maioria dos japoneses sao um pouco afeminados e fica mais dificil saber quem eh quem la. Um dos meus amigos, que no Brasil era considerado gay por causa dos seus trejeitos, no Japao, nunca foi questionado a respeito disso. Ate hoje ele vive la e sempre teve relacao com gays. Hoje, na midia japonesa, o homossexualismo eh visto e aceito mais abertamente. Ha diversos artistas que recentemente se declararam gay, o que esta ajudando tambem a mudar a mentalidade do povo. Sucesso na bolsa de mestrado e…pode ir tranquilo para o Japao!Um grande abraco!

      Curtir

  2. aqui no Brasil eu ja vi ,varas vezes na minha cidade os japonesses de 40 anos de ão dada,e os novos tambem,,há eu sei q isso e verdade,ta mbem q a ajponesse aqui no Brasil,mesmo ter nascido aqui,que batem na esposa,por ser machista,e sei q no japão aocntesse casos muitos q homem bate eme mulher,sei que não podemos julgar milhares de homens japonesses,por 10 que jamaos fariam isso,mas isso aocntesse?mesmo!,os japoneses daui do brasil,comcertesa serão diferentes,!em certos aspectos,e tmabem mulher casa não importa o país ela não recebe ilogio,qunado pinta o cabelo e tal,só se o cara é bem observador,e dizem que japones é panduro,acho mais os chineses,mas tambem os japas são tambem!

    Curtir

  3. Eu até que tenho alguma curiosidade pelo Japão, como tenho por vários outros países. Mas, até hoje não entendo esse frisson todo que os brasileiros (e não só) têm com os japoneses. E perguntam se japonesa namora com brasileiro, se japonês namora com brasileira. O que é isso? Ainda se fossem uns deuses e deusas gregos eu ainda entendia… Será que é pela curiosidade e pelo mistério que eles despertam? Eu não conheço nenhum(a) japonês(a), mas se forem iguais aos chineses que conheço, a coisa está complicada. Sim, porque eles não gostam de se misturar com ocidentais, são profundamente segregacionistas e vivem num mundo que é só deles e mais ninguém entra. Aí alguém vem e me fala “Mas você não pode generalizar”(essa frase já está recalcada). Sim, não devemos generalizar, mas podemos observar que há em todos os países, uma tendência geral no modo como as pessoas se comportam. Claro que sempre há exceções à regra, mas são raras.
    Fico pensando que às vezes, o casamento entre duas pessoas de culturas parecidas (como a portuguesa e a brasileira) já dá tanto choque cultural, imagina um casamento nipo-brasileiro!
    Pelo menos, essa é a minha maneira de ver as coisas.
    Bjo…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s