Choque cultural- Parte 1

Choque Cultural – Parte 1

Hoje eu estava lendo um artigo num blog de uma estrangeira que mora na Índia e lá ela contava sobre um livro chamado Fous de L’Inde (Crazy about India), o qual relata o misterioso processo de loucura que acontecesse com muitos turistas e residentes estrangeiros na Índia. Na hora, pensei: Não é muito diferente do que acontece aqui no Japão com muitos estrangeiros. As mulheres, no meu ver, são as que mais sofrem com o chamado kaarucha shokku(カールチャショック), ou Culture Shock, ou no nosso idioma, choque cultural mesmo.

Eu mesma, já tive vários choques culturais aqui. Acho que esse assunto deveria ser melhor explorado e explicado a todos os estrangeiros que decidem passar um tempo no Japão, seja estudando ou trabalhando. Acho que é um processo normal, que acontece com a grande maioria e, vai desde o amor mais profundo ao ódio e repulsa mais intensa em menos de 6 meses. Sim!É assustador.

O termo foi criado por um carinha chamado Kalervo Oberg e ele definiu o processo em 4 fases. A primeira, é a fase da lua de mel, onde tudo parece lindo, maravilhoso e perfeito. A segunda, é a da repulsa, onde você passa o detestar praticamente tudo a sua volta e se pergunta o que ainda está fazendo naquele local.

A terceira, é onde você começa a aceitar as diferencas e tenta conviver com elas, pelo menos, sem se estressar.

E, a quarta, é onde você já admite que o local não é nenhum paraíso, mas tambémnão é um inferno na terra. É apenas mais um local e, aí, sim, você começa a se sentir mais incluída no ambiente e a ver as coisas com os pés no chão.

Infelizmente, muitos acabam sofrendo de depressão na segunda fase, pois às vezes não conseguem se adaptara culinária, não conseguem fazer amigos, não conseguem aprender a língua local e, mesmo que aprendam, ainda não conseguem se comunicar bem. Enfim…não é fácil, não,minha gente!

Acho que isso ainda é mais potencializado pelo estereótipo que nos é apresentado de cada país. Posso falar por experiência própria, pois meu sonho desde a infância sempre foi vir ao Japão, o qual só conhecia através de fotos e séries televisivas. Depois, quando comeceia ter aulas do idioma num instituto de cultura japonesa em minha cidade, os professores viviam pintando o Japão como se fosse o Shangri-lá e, o Brasil, claro, como se fosse uma selva perdida no meio do nada. E,a gente, idiota, ainda cai nessa!Então, se você é muito fã de anime, j-pop e moda japonesa, procure ler mais um pouquinho de como é a vida aqui e ver os relatos de outros estudantes ou trabalhadores.

O Japão que a gente vê na tv, é Tóquio, e Tóquio é um outro planeta dentro do Japão. E, de acordo com o propósito de sua vinda ao Japão, é como os japoneses (não todos, é claro) vão te tratar. Como assim? Explico no próximo post.Um abraco!

Publicado por Banjara Soul

Este blog é para compartilhar um pouco das estórias e memórias que acumulei ao longo destes 12 anos neste incrível continente chamado Ásia. Hoje, de volta ao Brasil, mas com a Ásia no coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: